Google Cloud quer ser primeira opção de desenvolvedores em blockchain

Google Campus: empresa quer ser destaque em infraestrutura para blockchain.

O Google Cloud quer ser a primeira escolha de desenvolvedores de aplicações em blockchain. Por isso, está reforçando seu conhecimento e serviço em aplicações de blockchain. O motivo é a demanda dos clientes por maior suporte em tecnologias ligadas tanto a Web3, quanto a criptos. A informação é da plataforma de notícias CNBC, dos Estados Unidos (EUA). A rede de TV diz que a informação está num email de Amit Zavery, vice-presidente do Google Cloud, ao funcionários.

“Enquanto o mundo ainda está nos estágios iniciais da Web3, isso é um mercado que já demonstra tremendo potencial,” afirmou num email, segundo a CNBC. O Google faz parte das empresas que podem sofrer um forte impacto da Web3, que é descentralizada, permite sistemas peer-to-peer e com controle de dados pelos usuários. Portanto, bastante diferente do que Google, Amazon, Meta e Microsoft oferecem. Assim, a empresa deve ficar na oferta de serviços de infraestrutura, e não diretamente em criptos, disse Zavery às CNBC.

A informação de que o Google teria uma unidade relacionada a cripto começou a circular em janeiro deste ano. Antes disso, em abril de 2021, o Google Pay fez acordo com a corretora Gemini para usuários comprarem bitcoins usando moedas de governos (fiat). Depois, fez acordo com Coinbase e Bakk para permitir pagamentos em criptomoedas.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *