Espanhola Bit2Me chega ao Brasil

Bit2 Me chega ao Brasil junto com ByBit e novo country head da Coinbase. Foto: Kanchanara, Coinbase.

A Bit2Me, principal plataforma de compra e venda de criptomoedas da Espanha, também está chegando ao Brasil para competir naquele que se tornou um dos maiores mercados do mundo. O country manager será Ricardo Da Ros, que participou do lançamento da Cripto.com no ano passado e foi country manager da Binance de janeiro a julho de 2021. Além disso, foi CEO da Ripio, que comprou a Bitcoin Trade, de janeiro de 2019 a 2021.

De acordo com o comunicado à imprensa, a Bit2Me tem vinte profissionais. Entre eles estão os sócios Everton Behenck, Joyce Fernandes, Nelson Leoni e Nicolas Ferrario, além dos diretores André Rossi e Renan Bonfim. Behenck, que passou por agências como DM9Sul, Pereira & Odell e África, será o Chief Creative and Marketing Officer da Bit2Me.

Para Leif Ferreira, CEO e cofundador da Bit2Me, “a contratação de Ricardo da Ros mostra a importância que a Bit2Me dá para a expansão internacional da empresa e, em particular, para o mercado brasileiro, um país com uma grande comunidade cripto”. Por sua vez, o CFO da Bit2Me, Pablo Casadio, considera o Brasil “um país-chave na entrada da Bit2Me na América Latina”.

A Bit2Me afirma que opera em mais de 100 países, tem 200 funcionários e que em 2021 teve um volume de transações próximo a 1 bilhão de euros. A empresa levantou 17,5 milhões num ICO de seu token B2M em setembro passado e já tinha conseguido 2,5 milhões numa rodada privada.

Para Da Ros, a Bit2Me tem em seu DNA os princípios de quem criou o bitcoin. “Poderemos aprimorar o conhecimento das criptomoedas no Brasil e trazer a ideia de Satoshi Nakamoto para todos os brasileiros interessados nessa revolução”, completou. A empresa tem uma plataforma de educação que vai oferecer no Brasil.

Equipe da Bit2Me no Brasil

Leoni, será Chief Business Officer do braço de educação da plataforma, a EdTech Talk2u. Além disso, será Strategic Advisor. Ele é militar reformado do Exército, após ter se ferido na Missão da ONU no Haiti. No Exército, trabalhou nas redes sociais da Força. Se tornou atleta paralímpico, e se voltou ao marketing digital. Foi diretor na Agência Isobar, head de comunicação digital no Brasil e chefe global de engajamento digital em Nova York da Unicef e chief strategic officer na Decode, do grupo BTG Pactual.

O Diretor de Operações será André Rossi, jornalista que trabalhou na Record, Grupo Estado e revista Carta Capital. Está em marketing digital há 12 anos. Fundou a Numbr, consultoria de data intelligence e consumer insights, foi diretor de business intelligence e data science da agência Ampfy e liderou a área de monetização de portais e inventários digitais da Decode, do grupo BTG Pactual. Já Renan Bonfim, que foi do marketing da Clearbook, 2TM e Mercado Bitcoin, vai cuidar do conteúdo. Ele também está há 10 anos em estratégias de marketing digital.

Ontem, foi a fez da ByBit anunciar que vai se instalar no Brasil. E a Coinbase anunciou que contratou country manager para o país.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *