Desenvolvedores criam blockchain Aptos, com base no projeto da cripto Diem da Meta

Blockchain Aptos vai ser open source. Foto: Aptos.

Os criadores, pesquisadores, designers e desenvolvedores da Libra, que depois se chamou Diem, a chamada “criptomoeda do Facebook”, estão criando um novo projeto de blockchain. Quem fez o anúncio foi Mo (Mohammad) Shaikh, que além da Diem é consultor da R3, que faz a solução Corda, com tecnologia de registro distribuído (DLT). O lançamento da DevNet será nas próximas semanas.

“Nossa missão é criar acesso universal e justo a ativos descentralizados para bilhões de pessoas”, afirmou Shaikh no perfil da Aptos no Medium. Com o lançamento, os desenvolvedores poderão explorar a rede. “Logo depois disso, haverá uma testnet incentivada seguida por uma mainet”. O lançamento dessa última deve ser no final do ano. E também vamos começar a anunciar alguns dos parceiros que já se comprometeram em construir a Aptos no longo prazo”, completou.

Agora, Shaikh diz que vai criar “a mais segura e mais escalável camada 1 de blockchain”. Essa camada, ou seja, a layer 1, é a “camada base”, a blockchain que pode dar infraestrutura a outras aplicações. Bitcoin e Ethereum são layer 1.

“Ao mesmo tempo em que blockchains andaram um bom caminho, não é segredo que ainda geram perigo e confusão”, completou. Problemas incluem confiança, segurança e usabilidade. A Aptos, de acordo com Shaikh, tem como design a ênfase em absoluta segurança, escalabilidade extensa e neutralidade crível. Esse último ponto se deve ao fato de ser open source.

Em parte, disse Shaikh, a construção da rede Aptos será em parte sobre a tecnologia que desenvolveram nos últimos três anos. “A Aptos está usando a Move, a linguagem segura e confiável que foi originalmente desenvolvida para a Diem”, disse ele. Para ele, as ideias que o grupo criou na época ainda são relevantes e servem como fundação para a Web3. O desenvolvimento será aberto, afirmou.

O protocolo de consenso está na quarta iteração, o que quer dizer repetição de instruções para verificar se há erros. Segundo ele, é o protocolo com a menor latência – tempo de execução -, por exemplo.

De acordo com Shaik, apesar de o mundo nunca ter visto o que o grupo construiu para a Diem, “nosso trabalho está longe de terminar”. Por causa da dificuldade em conseguir aprovação de reguladores ao projeto, o Facebook e a Diem decidiram desistir da iniciativa. Com isso, o banco Silvergate, que era parceiro do projeto para emitir a Diem atrelada a dólar, por exemplo, comprou a propriedade intelectual.

E disse ainda que o grupo não está começando a Aptos do zero. Desde que saíram da Meta (ex-Facebook) em dezembro passado – quando até o líder do projeto Diem saiu -, estão trabalhando na Aptos.

O co-fundador do projeto é o engenheiro de software Avery Ching, que passou por Facebook e Novi, a carteira da Diem.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *