Binance compra parte da Forbes por US$ 200 milhões

"A mídia é essencial para construir ampla compreensão e educação dos usuários, diz CZ, fundador da Binance sobre Forbes.

A Binance, maior bolsa de criptomoedas do mundo, anunciou hoje (10) que comprou uma fatia da Forbes, publicação americana de negócios e economia. Para isso, injetou US$ 200 milhões (cerca de R$ 1,1 bilhão) na empresa. Assim, deverá ter participação nas iniciativas digitais da revista.

“À medida que as tecnologias Web 3 e blockchain avançam e o mercado de criptomoedas atinge a maturidade, sabemos que a mídia é um elemento essencial para construir uma ampla compreensão e educação dos usuários. Estamos ansiosos para reforçar as iniciativas digitais da Forbes, à medida que evoluem para uma plataforma de insights sobre investimentos”, disse Changpeng ‘CZ’ Zhao, fundador e CEO da Binance.

Assim que a transação for concluída, o que se espera que aconteça neste trimestre, Patrick Hillmann, Chief Communications Officer (CCO) da Binance e Bill Chin, líder do Binance Labs, o braço de venture capital e incubadora da Binance, farão parte do conselho de administração da Forbes.

“A Forbes está comprometida em desmistificar as complexidades e fornecer informações úteis sobre tecnologia blockchain e toda a classe de ativos digitais emergentes”, disse Mike Federle, CEO da Forbes.

“Com o investimento da Binance na Forbes, agora temos a experiência, a rede e os recursos da mais bem sucedida e maior exchange de criptomoedas do mundo e uma das inovadoras da indústria blockchain. A Forbes, que já é um recurso para pessoas interessadas no mundo emergente dos ativos digitais, pode se tornar um verdadeiro líder setorial com a ajuda da Binance.”

Em agosto de 2021, a Forbes anunciou que receberia investimentos do Magnum Opus, um fundo de investimentos do private equity L2 Capital, para se tornar dia capital aberto na Bolsa de Nova York (NYSE). O plano era isso acontecer até o primeiro trimestre de 2022. Isso vai reforçar sua transformação digital, disse a Binance.

O investimento da Binance será por meio da assinatura de contratos de
subscrição de US$ 200 milhões de um total de US$ 400 milhões em
investimento privado em capital público (Pipe, na sigla em inglês). Esse valor foi anunciado quando a Forbes informou sobre a intenção de abrir capital ao se juntar à Magnum Opus.

“Com a Binance assumindo os compromissos existentes do PIPE, o montante de capital público permanecerá em US$ 400 milhões”, diz o comunicado das empresas.

Com a aquisição, a Binance adquire uma das maiores publicações dos EUA, um mercado onde está enfrentando resistências dos reguladores. Além disso, a Forbes é uma publicação global, com atuação em mercados como o Brasil. Aqui é a maior do mercado, mas também enfrenta uma disputa na Comissão de Valores Mobiliários e acusações de empresas do setor.

Boa parte dos veículos de imprensa que cobrem criptoativos e blockchain são criados ou passaram a fazer parte de empresas do ecossistema, inclusive no Brasil.

O Blocknews é um site independente.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *