Itaú abre negociação de bitcoin e ethereum para todos os clientes da plataforma íon

Ethereum e Bitcoin respondem por 90% dos negócios. Imagem: Peter Patel.

A Itaú Digital Assets, braço de ativos digitais do Itaú Unibanco, começou hoje (10) a dar acesso à negociação de bitcoin e ethereum a todos os clientes da plataforma de investimentos íon. A plataforma começou a oferecer criptos no varejo em dezembro passado, mas para um número limitado de clientes. Assim, se tornou o primeiro dos bancos tradicionais de varejo do Brasil a oferecer o serviço e com custódia proprietária

De acordo com o banco, houve “alta receptividade dos clientes Itaú, que demonstraram grande interesse em explorar as novas opções de investimento”. A instituição disse ainda que mais de 90% dos clientes classificou a experiência de usuário como boa ou muito boa. A experiência do cliente tem sido uma das questões sensíveis do setor de cripto. “Estamos muito contentes com a jornada de criptoativos que estamos construindo junto aos nossos clientes. A abertura de negociação para todos os usuários íon reflete não só a evolução do nosso produto, como também do mercado como um todo”, afirmou Guto Antunes, head da Itaú Digital Assets.

O Itaú é o maior banco da América Latina e um dos maiores do hemisfério ocidental e agora passa a concorrer também com as exchanges nativas em cripto. Apesar de pertencer a um dos setores mais regulados da economia, o bancário, o Itaú se antecipou à definição da regulação do marco legal que trata dos provedores de serviços de ativos digitais (Vasps). Assim, o se junta a instituições como BTG, Inter e Nubank.

Quando lançou a negociação de BTC e ETH, que são cerca de 90% do mercado, estabeleceu investimento mínimo de R$ 10 e sem taxas de transações no início. Não é possível trazer ou levar criptos de/para outras carteiras. Para usar a íon, não é mais preciso ser cliente do bancos. O aplicativo chegou ao mercado em 2020. A oferta de novas criptos vai depender de pontos como a evolução da regulação, disse Antunes quando lançou a negociação de criptos, .

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *