Fernando Carvalho é novo CEO da Vórtx QR Tokenizadora; Hermínio Sotero assume QR Capital

Fernando Carvalho é também chairman do QR Capital. Foto: Vórtx QR Tokenizadora.

Fernando Carvalho, fundador da holding QR Capital, que tem quatro negócios ligados a blockchain e criptoativos, é agora o novo CEO da Vórtx QR Tokenizadora. Junto com a Vórtx, o grupo QR é sócio da startup, que é um mercado de balcão organizado e que está no sandbox da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Além de Fernando, Alexandre Assolini e Juliano Cornacchia são sócios da tokenizadora. O executivo acumulará o cargo de chairman da QR Capital, enquanto Hermínio Sotero, que entrou no grupo em fevereiro passado, será o CEO.

De acordo com comunicado da empresa, Carvalho “terá como responsabilidade liderar a organização em uma nova fase de crescimento e desenvolvimento com foco em inovação”. A startup já realizou operações de tokenização de como debêntures e de cotas de fundos de investimento fundos. Com a nomeação de Fernando, Carlos Ratto deixou o cargo de CEO da empresa.

“A Vórtx QR Tokenizadora tem como ambição trazer inovação e tecnologia para a infraestrutura do mercado de capitais brasileiro. Atualmente, já é a maior tokenizadora de valores mobiliários da América Latina, tendo emitido em 2022 o primeiro security token do mercado brasileiro autorizado pela CVM no âmbito do sandbox regulatório. Essa mudança no time de gestão confirma o compromisso da QR Capital em somar forças e expertise tecnológico com a Vórtx, dando mais foco e velocidade no desenvolvimento deste negócio”, afirmou Carvalho em comunicado.

A Vórtx QR Tokenizadora realizou quatro emissões desde seu lançamento oficial, em junho de 2022. As operações incluem 74 mil debêntures tokenizadas da Salinas Participações, com coordenação do Itaú BBA, no volume de R$ 74 milhões e 8 mil cotas do fundo de investimento em direitos creditórios (FIDC) QR Rispar Crédito Cripto, lançado pela QR Asset, em uma operação de R$ 8 milhões.

Além disso, tokenizou 60 mil debêntures do Pravaler, num valor R$ 60 milhões, operação também coordenada pelo Itaú BBA. Assim como tokenizou 40 mil debêntures da Indigo, com coordenação do Santander, no montante de R$ 40 milhões.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress