Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Facebook lança carteira de criptomoeda e Senado pede a Zuckerberg para frear projeto

Facebook, de Zuckerberg, lançou carteira Novi em meio a desconfiança sobre privacidade de dados. Foto: Facebook.

Os Estados Unidos (EUA) chacoalharam o mundo dos ativos digitais nesta terça-feira (19). Isso porque, além do lançamento do primeiro fundo de índice (ETF) atrelado a bitcoin do país, o Facebook iniciou o piloto da tão esperada carteira digital Novi, para criptomoeda. Diante das dificuldades regulatórias que encontra com sua moeda estável (stablecoin) Diem, a empresa fará o teste com a Paxos Dollar. Mas, o Senado americano já tenta frear o projeto.

O Facebook decidiu anunciar sua carteira em meio ao barulho e animação no mercado depois que a Comissão de Valores Mobiliários (SEC, na sigla em inglês), deu aval para o ETF de bitcoin. O mercado entendeu que os reguladores estão mais abertos ao segmento de criptomoedas.

De acordo com David Marcus, responsável pela Novi, trata-se de um projeto piloto na Guatemala e nos EUA, com exceção de Nova York, Nevada, Alasca e Ilhas Virgens. “O objetivo é confirmar que estamos prontos operacionalmente e mostrar que os sistemas Novi, como nosso atendimento ao consumidor, programa de compliance e funções principais atendem bem aos clientes”, disse o executivo.

No piloto, os usuários da carteira de criptomoeda do Facebook usarão a Paxos Dollar (USDP) para receber e enviar dinheiro. Marcus diz que a empresa não desistiu da Diem, mas que seu uso depende de aprovação regulatória. Basicamente, se trata de uma das maiores empresas detentoras de dados de cidadãos de todo o mundo testando seu sistema próprio de pagamentos.

A Coinbase, maior bolsa de criptomoedas dos EUA, vai fazer a custódia. A empresa custodiava US$ 180 bilhões em ativos digitais no dia 30 de junho passado.

“Facebook não é confiável para gerenciar criptomoeda”

Porém, a carta dos Senadores de Partido Democrata ao CEO do Facebook, Mark Zuckerberg mostra porque Marcus precisa sempre reafirmar que a empresa é confiável para ter uma carteira digital, uma criptomoeda e um sistema de pagamento próprios.

“Não se pode confiar no Facebook para o gerenciamento de um sistema de pagamentos ou de uma moeda digital, uma vez que sua habilidade atual para gerenciar riscos e manter os consumidores seguros se provou totalmente insuficiente. Instamos que você pare imediatamente o piloto da Novi e se comprometa a não lançar a Diem no mercado”, diz a carta. Quem assina são os senadores Brian Schatz (D-HI), Sherrod Brown (D-OH) e Elizabeth Warren (D-MA).

Na segunda-feira (18), o Facebook informou que haverá a publicação de mais reportagens com informações que vazaram da empresa. ´´É um trabalho de mais de 30 jornalistas. E isso se segue ao depoimento de uma ex-funcionária ao Congresso sobre o uso indevido de dados pela rede social. E três anos após o escândalo da Cambridge Analytica, que continua na memória dos reguladores.

Ao site The Verge, o Facebook disse que está ansioso por responder à carta que os democratas enviaram logo depois do anúncio do piloto.

Aplicativo está no Google Play e na Apple Store

David Marcus, CEO da Novi, diz que usuários serão limitados. Foto: Facebook.

Marcus não disse quantas pessoas poderão usar a carteira, que pode ser baixada na Apple Store ou Google Play Store. Disse apenas que há uma limitação de pessoas e pode haver uma lista de espera. Assim, para se registrar no aplicativo, podem usar um identidade emitida pelo governo e inserir dinheiro com cartão de débito. Mas, quem quiser receber dinheiro, também tem de ter registro no aplicativo antes do envio.

A carteira funciona de forma parecida ao Pix. O receptor está na lista de contatos de quem envia. É possível também enviar uma mensagem. Embora se envie USDP, pode-se sacar o valor na moeda local ou enviar para uma conta corrente. Diz o Facebook que a conta na rede social e na Novi são separadas.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>