Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Desenho sobre “lado feliz da vida” que viralizou vai virar NFT

Cartoon de artista brasileiro está até na Netflix. Imagem: Genildo Rochin.

Qual lado da vida você prefere, o feliz ou o reclamão, tristonho? Um cartoon do artista gráfico brasileiro Genildo Rochin, que se baseia nessa questão e quviralizou nos últimos dias pelo mundo vai agora virar token não-fungível (NFT).

O cartoon é de 2013. Com a frase “Escolha o lado feliz da vida”, o artista retratou duas pessoas num ônibus. Uma olha para um paredão cinzento, sem horizonte. O rosto é de desânimo. Sem graça na vida. A outra está do lado do veículo em que a paisagem é ensolarada e vista é para montanhas com com até um rio passando. E claro, está sorrindo. E filmando a cena com o celular, afinal, quem quer compartilhar a imagem de um paredão cinzento?

Versão musicada do meme de Genildo Rochin que está no YouTube.

De acordo com a reportagem de Marina Lourenço na Folha de S. Paulo de hoje (3), com a fama do cartoon que virou meme de várias formas, Genildo Rochin vai transformá-la em NFT. Porém, ainda não há definição de preço.

O desenho surgiu na data de seu aniversário, 24 de agosto. Veio do fato real de que passava por um terreno baldio, sujo e com mal cheiro quando ia ao trabalho. “Algumas vezes, andei pelo caminho com olhos fechados e prendendo a respiração”. Se deu conta de que podia mudar isso ao olhar para o outro lado, em que via o por do sol.

Já há diversas versões do cartoon em diferentes línguas e com diferentes textos que apontam situações opostas. Assim como está em diversas mídias sociais, até com versão animada e musicada no YouTube. Até a Netflix usou o desenho para promover a segunda temporada da série “Emily in Paris”. Em dois dias, esse já teve 366.570 curtidas. Esse dá credito ao brasileiro, mas outros, não.

1 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>