Coinbase é multada em US$ 6,5 milhões por dados falsos e manipulação; oferta de ação pode ser em abril

Brian Armstrong, CEO da Coinbase. Foto: Coinbase.

A Coinbase, maior corretora de criptomoedas dos Estados Unidos (EUA), recebeu uma multa de US$ 6,5 milhões (cerca de R$ 45 milhões) da Commodity Futures Trading Commission (CFTC), na sexta-feira (19). A comissão diz que a empresa realizou imprudentes, falsos, errados e imprecisos relatórios.

Além disso, um funcionário realizou compras e vendas da criptomopeda Litcoin para manipular o mercado. Essa ação é conhecida por wash trading e, assim, tenta mostrar ao mercado que há demanda pelo ativo.

Com o acordo, a Coinbase encerrou o caso na CFTC. Assim, o caminho fica mais livre para sua oferta pública de suas ações. Segundo a Bloomberg, a oferta será em abril e não mais em março, como esperado. A agência de notícias diz que a informação veio de fontes próximas à empresa.

De acordo com a CTFC, a Coinbase soltou relatórios falsos entre janeiro de 2015 e setembro de 2018 sobre operações na plataforma GDAX. Na ocasião, a corretora operava dois programas, o Hedger e o Replicator, que se comunicavam e mandavam ordens um para o outro.

Quanto ao funcionário que realizou wash trade, o caso aconteceu entre agosto e setembro de 2016 na GDAX. Isso gerou um cenário falso de demanda e liquidez para a litecoin. Assim, a CFTC considerou que a Coinbase deve responder pelo ato do funcionário.

A litecoin aparece em nono lugar no ranking da Coinmarketcap em termos de valor de mercado. De acordo com o site, o valor é de US$ 13,255 bilhões (às 10h30) desta segunda-feira. O valor unitário da Litcoin é de US$ 197,71.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *