Brasileira Trexx, de jogos em blockchain, é finalista de competição no Japão

Trexx avança na Ásia com Oasys Tokyo Hackjam.

A Trexx, principal empresa de blockchain games do Brasil e uma das referências na América Latina, foi uma das finalistas e ganhadora do segundo lugar na Track Singularity do Oasys Hackjam, competição no Japão. O país é um dos principais mercados de jogos do mundo e Trexx busca acelerar sua entrada na Ásia.

“Ganhar em segundo lugar uma competição no Japão e ser o único time brasileiro e latino dentro dos finalistas mostra o quão fora da curva é o que estamos criando”, disse Helo Passos, fundadora, CEO da Trexx e um dos nomes mais importantes do mercado. Essa é a quarta competição internacional que a startup vence no último trimestre e a primeira asiática que participa.

“Nos últimos meses temos fortalecido ainda mais nossos esforços de parcerias e negócios internacionais. Estamos no caminho certo dentro do relacionamento que criamos com empresas da América Latina e do sudeste Asiático”, afirmou Helo.

A Trexx já tem parceria com AAG e com a Japanese Born Ape Society. Em setembro, o time parte para a segunda edição da Missão Nave, também na Ásia, que tem como objetivo aproximar esse ecossistema blockchain da comunidade cripto brasileira. A Trexx já está confirmada nos eventos Blockchain Week na Korea e Token2049, além dos hackathons no eth.singapore e eth.korea.

A Oasys é uma blockchain que oferece transações com taxa zero, velocidade e escalabilidade e é atrativa para desenvolvedores e jogadores. Além disso, é um hub com segunda camadas, as chamadas “verses”. Essas facilitam o desenvolvimento de appchains. A competição foi a primeira que a Oasys organizou e teve mais de 50 equipes com soluções de infra, protocolos e games.

Para Sabrina Olivo, Head de Open Innovation da Trexx, a evolução do produto das competições anteriores para essa está muito ligada à usabilidade. “Se antes havíamos desenvolvido a estrutura do marketplace para suportar transações de diversas blockchains diferentes (multichain), agora o que nos deu vantagem foi o desenvolvimento e aprimoramento do processo de onboarding, com uma interface facilitada, que não precisa da conexão com uma carteira, por exemplo, e o login é feito através do email”, explica.

A Oasys foi fundada por nomes reconhecidos da indústria Web3 e dos games, como Gabby Dizon e Hajime Nakatani, validadores como Ubisoft, Bandai Namco e investidores como Softbank.

Criada no final de 2022, a Trexx atua no desenvolvimento de projetos de blockchain games e outros dedicados a Web3. Além disso, está à frente do Boom Boogers, um game de ação que tem o propósito de conectar mais brasileiros ao mercado da criptoeconomia.  

A startup esteve à frente da Missão Nave, uma expedição criada por Helo com o objetivo de aproximar o ecossistema blockchain europeu da comunidade cripto brasileira. 

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *