Brasileira Stefany Ferrer é primeira jogadora de futebol feminino a ter transferência paga em criptos

Stefany Ferrer, jogadora de futebol transferida com pagamento em cripto.

 A jogadora brasileira Stefany Ferrer Van Ginkel é a primeira do futebol feminino a ter sua transferência realizada com criptos. A operação envolveu a bolsa de criptomoedas Bitso e o time de futebol feminino Tigres Femenil, ambos do México, além do Angel City FC, da California.

Ao anunciar a parceria com o São Paulo Futebol Clube (SPFC), no início de janeiro, a diretora de marketing da Bitso afirmou a empresa via no segmento de esportes um pilar de seu crescimento. Na ocasião, afirmou também que o clube brasileiro seria o primeiro a vender ingressos aceitando criptomoedas como pagamento.

“Desde que anunciamos o patrocínio com a Bitso, dissemos que um dos projetos que tínhamos em mente para o futuro era dar o primeiro passo para novas plataformas tecnológicas e hoje estamos fazendo isso, realizando a primeira transação de uma jogadora com criptomoedas nos deixa em um lugar privilegiado e como um Clube que olha para o futuro”, comentou Mauricio Culebro, Presidente do Tigres.

As criptos estão cada vez mais ganhando espaço no futebol. De fan tokens, tokens lastreados em direitos de transferência a transferência de jogadores, os clubes acharam uma nova receita. E isso vem em boa hora para grande parte deles, que enfrentam dificuldades financeiras.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *