Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Bitcoin cai para US$ 39,8 mil e saída de recursos de investimentos bate recorde

Bitcoin: atividades estão em especial com investidores que mantêm moeda e não vendem.

O preço do bitcoin caiu abaixo de US$ 40 mil nesta segunda-feira (10), chegando a US$ 39.796,00, para se recuperar um pouco depois. A cotação, uma das mais baixas dos últimos tempos, e outros dados como o recorde de saída de fundos de investimentos em criptomoedas, espelham um mercado que continua embicado para baixo, segundo analistas.

De acordo com a CoinShares, os produtos de investimentos em ativos digitais registraram saída de US$ 207 milhões na semana passada, mais alto patamar até agora. Em quatro semanas, a saída soma US$ 465 milhões. Isso representa 0,8% do total de ativos sob gestão. Assim, houve “uma parada brusca dos US$ 3,6 bilhões de entradas que começaram em agosto passado”, disse a CoinShares.

A saída de recursos de investimentos em bitcoin na semana passada foi de US$ 107 milhões, a de Ethereum US$ 39 milhões, enquanto a de produtos com foco em ações de empresas de blockchain atingiu US$ 10 milhões.

Fluxo semanal de recursos em criptomoedas. Fonte: CoinShares.

A situação já não vinha muito bem. E ficou pior quando minutas do Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos (EUA) mostraram, na última quarta-feira, que há preocupação com a inflação. E que deve haver, por exemplo, aumentos de taxas de juros, que podem chegar a quatro em 2022, segundo preveem alguns bancos. Portanto, com outros investimentos pagando mais retornos, isso poderá tirar interesse de alguns investidores sobre as criptomoedas.

Bitcoin caiu mais do que outros investimentos com anúncio do Fed

Diferentes indicadores de investimentos financeiros caíram com a informação do Fed. Mas bitcoin caiu mais ainda, como mostra o gráfico abaixo da NYDIG.

markets fall.png
Resposta do mercado após minutas do Fed. Fonte: NYDIG.

De acordo com a Glassnode, desde a semana de 4 de dezembro, os hodlers, ou seja, quem mantem criptos nas suas carteiras, estão dominando as atividades na rede (onchain). Isso porque há pouca ou nenhuma atividade de novos usuários.

Já no mercado de contratos futuros, nunca a alavancagem foi tão alta. O investidor está alavancado quando se compromete a aplicar além do que dos recursos que têm disponíveis. Há um sobrevenda grande de contratos. De acordo com a Glassnode, a alavancagem no mercado de investimentos em derivativos de bitcoin aumenta a passos largos. Isso porque há interesse especulativo no preço de bitcoin. Ao contrário do cenário desbotado do mercado spot, ou seja, de entrega imediata da criptomoeda.

A Binance, segundo a Glassnode, se tornou, de longe, a maior exchange de contratos futuros de bitcoin em volume e tamanho. Desde maio passado, domina os contratos futuros de interesse aberto, ou seja, de quem quer fechar um contrato. Sua fatia desse mercado é de 30%. Depois vem a FTX, com 19%, e a bolsa de Chicago, com 15%.

Com a queda do preço de bitcoin nesta segunda-feira, US$ 343 milhões de liquidações aconteceram em 24 horas, segundo a Glassnode às 20h de hoje. Disso, US$ 121 milhões em bitcoin. US$ 308 milhões aconteceram em 12 horas. E as bolsas liquidaram 106,8 mil traders. Isso quer dizer que as exchanges fecharam as posições de investimentos de quem perdeu os valores que deu inicialmente em garantia para fazer investimentos. desses traders.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>