Blockchain: segurança e transparência em criptomoedas e moedas digitais como o Drex

Blockchain é a espinha dorsal dos mercados de criptomoedas e moedas digitais, assegurando transparência e eficiência das transações. A tecnologia é especialmente vital para iniciativas inovadoras como a versão digital do real, o Drex – acrônimo para Digital, Real, Eletrônico e Conexão e Blockchain. Criada pelo Banco Central (BC),  promete revolucionar o cenário financeiro no país, com seu lançamento público previsto para o final de 2024 para uso pelos bancos em transações B2B.

Especialistas e instituições financeiras estão se preparando para os impactos que o real digital irá causar em suas operações. De acordo com informações divulgadas pelo BC, a expectativa é a de que o Drex democratize o acesso a serviços financeiros e de que a fase de testes com foco no uso pelo consumidor final seja iniciada em 2025.

Nessa fase piloto do Drex, a 7COMm integra o consórcio formado pelo banco Inter em parceria com a Microsoft, massificando o estudo de várias soluções alternativas para resolver a questão de privacidade no contexto da moeda digital.

Em blockchain, Drex traz diversos benefícios

Muitos benefícios já foram identificados pelo consórcio, como agilidade nos pagamentos, segurança e rapidez em transações internacionais, redução de custos com a emissão de papel-moeda e prevenção contra fraudes.

Para as empresas, uma vantagem importante trazida pelo Drex será o acesso a um universo cripto mais regulado, com maior segurança e redução de riscos. O setor varejista online será um dos mais beneficiados por essa novidade.

A atenção atual está voltada para garantir a privacidade das transações dos futuros usuários. Nessa jornada, o desafio é conciliar, no ambiente cripto, regras relacionadas à privacidade e proteção de dados envolvendo a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e sigilo bancário. É preciso garantir que as transações não sejam usadas para atividades ilegais, e ainda proteger os usuários contra ataques cibernéticos e violação de dados.

O Drex utiliza blockchain para registrar todas as transações de propriedades, eliminando a possibilidade de fraude, uma vez que todas as transações são visíveis e imutáveis. Os registros de propriedades no blockchain são inalteráveis, garantindo a autenticidade e a legitimidade da propriedade.

O céu é o limite

Blockchain vai além do universo das criptomoedas e moedas digitais como o Drex por proporcionar um ambiente seguro e confiável. Assim, tem contribuído para o crescimento e a modernização de variados setores, como o agronegócio, que já representa cerca de 28% do PIB brasileiro, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

A 7COMm, uma das empresas que mais entregam projetos em blockchain no Brasil, se destaca como parceira ideal para implementar essa tecnologia em diversos mercados, em especial no agronegócio. Na pecuária, desenvolveu projetos com blockchain para rastreabilidade de gado por GPS, por meio de um dispositivo de IoT (Internet das Coisas) implantado na orelha do animal, e para o manejo do boi, com todas as informações do ciclo de vida do animal armazenadas em uma “gaveta inviolável”. A tokenização do boi, inclusive, permite que esse ativo seja utilizado como garantia em processos de concessão de crédito.

À medida que o blockchain continua a evoluir e a se integrar em diversos setores, a sua importância no mundo das criptomoedas e moedas digitais continuará a crescer.

Empresas e investidores que abraçam essa tecnologia ganham a oportunidade de se beneficiar das inovações que ela oferece, como o Drex, que irá transformar ainda mais o setor financeiro nacional, derrubando barreiras geográficas e tornando o mercado de propriedades mais acessível e global.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *