Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Startup britânica leiloa NFTs para levantar recursos que irão para profissionais de teatro

Imagem é um dos cinco NFTs leiloadas para ajudar profissionais de teatro. Imagem: Curve

Para ajudar um dos setores mais combalidos pela pandemia do coronavírus, a startup britânica Curve vai vender cinco peças de arte digital criptografadas, ou NFTs, para ajudar o Theatre Support Fund+. O leilão vai de hoje a 9 de abril na plataforma Rarible.com/curveos.

As artes são imagens animadas dos bonecos que aparecem no aplicativo da Curve. E início do leilão começa um dia antes do Dia Mundial do Teatro, que é amanhã (27) e que foi criado para ressaltar a importância dessa arte.

A Curve é uma startup que criou um cartão e um aplicativo que armazenam outros cartões. Já o Theatre Support Fund+ é uma iniciativa de dois profissionais do teatro para levantar recursos para trabalhadores do setor que perderam toda ou praticamente toda sua renda.

Para isso, os criadores do fundo, Chris Marcus e Damien Stanton, elaboraram diversos produtos relacionados a espetáculos no West End de Londres, a área teatral da cidade. Dentre esses produtos há, por exemplo, camisetas, bolsas e capas de celulares.

O fundo já arrecadou mais de 600 mil libras esterlinas (cerca de R$ 560 mil). Há 270 mil profissionais do teatro britânico. Porém, cerca de 40% dos profissionais no setor de arte do país perderam o emprego desde o início da pandemia.

Estão crescendo as iniciativas com NFTs que focam em ações que ajudam uma causa. Nesta semana, um leilão de obras de artistas digitais, incluindo Beeple, levantou recursos para um projeto ambiental. Todo o dinheiro vai para a preservação de floresta no projeto Madre de Dios no Peru.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>