Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

JPMorgan usa blockchain para rastrear energia e compensar carbono

JPMorgan usará blockchain para monitorar o equivalente à energia de 33 mil residência. Foto: Pixabay

O JPMorgan Chase, o maior banco dos Estados Unidos (EUA) em ativos e um fã de blockchain, fechou um acordo com a EDP para compensar toda a eletricidade que usa no Reino Unido com energia de fontes renováveis. E para isso, o acordo inclui também o rastreamento da energia com blockchain pela ClearTrace, empresa especializada nisso e em contabilidade de carbono.

O JP tem cerca de 280 mil metros quadrados em escritórios no Reino Unido. Isso equivale a prover energia para em torno de 33 mil residências. O banco tem um acordo semelhante com a Brooksfield para seus escritórios em Nova York e as duas empresas investiram na ClearTrace.

De acordo com a ClearTrace, o consumo do JP terá uma correspondência em tempo real, todos os dias da semana e o dia todo, com energia de fontes renováveis. A EDF é a maior produtora de eletricidade com zero de carbono do Reino Unido.

Blockchain vai assegurar o monitoramento para certificação de que o consumo de eletricidade do JPMorgan terá uma compensação digital com fontes renováveis. Isso acontecerá a cada meia hora. Assim, “a plataforma fornecerá uma visão acurada e em tempo real sobre a pegada de carbono do JP. Isso permite auditoria e monitoramento de geração e consumo de energia, segundo a ClearTrade.

O JP tem um plano de zerar sua emissão de carbono e incentivar a energia renovável na quantidade equivalente a toda a sua necessidade energética global.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>