SEC anuncia liberação de ETF de bitcoin; no mesmo comunicado, regulador diz que a cripto não é confiável

A Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) finalmente confirmou a aprovação dos primeiros fundos negociados em bolsa (ETFs) de bitcoin spot. É mais um marco no mercado de criptomoedas. Foram aprovados os fundos da ARK 21Shares, Invesco Galaxy, VanEck, WisdomTree, Fidelity, Valkyrie, BlackRock, Grayscale, Bitwise, Hashdex e Franklin Templeton. Na parte regulatória, o produto foi montado de uma forma que poderá atrair os investidores profissionais e institucionais, aqueles com carteiras mais recheadas e em quem as empresas de cripto estão sempre de olho.

Foram anos de espera e de muitos pedidos encalhados, até que a Grayscale, maior gestora de criptoativos do mundo, ganhou uma ação contra a SEC em agosto de 2023. Sua disputa era para converter um fundo de bitcoin em um ETF de bitcoin spot. Assim, abriu caminho para a aprovação desta quarta-feira (10).

A princípio, hoje era o prazo máximo para aprovação apenas o fundo da ARK 21Shares. Isso até o presidente da SEC, Gary Gensler, admitiu num comunicado sobre a aprovação dos ETFs. Além de comentar que o regulador deu não a mais de 20 desses fundos.

“Estamos em frente a novos pedidos similar aos que desaprovamos no passado. Mas, as circunstâncias mudaram. A Corte de Apelações do Distrito de Columbia decidiu que a Comissão falhou em explicar adequadamente suas razões ao desaprovar a listagem e negociação do ETF proposto pela Grayscale”.

Aprovação de ETF de bitcoin acontece “em novas circunstâncias”

O pedido voltou para a SEC, que “baseada nessas circunstâncias e outras discutidas mais detalhadamente na ordem de aprovação, sinto que o caminho mais sustentável à frente é para aprovar a listagem e negociação das ações desses ETFs”, disse Genler.

No entanto, Genler disse também que bitcoin é basicamente um ativo especulativo, volátil que é também usado para atividades ilícitas, incluindo ataques cibernéticos, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e financiamento ao terrorismo.

“Embora tenhamos aprovado a listagem e negociação de certos ETFs bitcoin spot, não aprovamos ou endossamos bitcoin. Os investidores devem permanecer cautelosos sobre os inúmeros riscos associados a bitcoin e produtos com valores associados a cripto”. É uma outra declaração confusa, vindo de um regulador que diz que deve focar em manter o mercado seguro.

No caso da Hashdex, o que houve foi a aprovação para conversão do Hashdex Bitcoin Futures ETF (DEFI) para o modelo spot, que passa a ser o Hashdex ETF Bitcoin (DEFI). Negociado no mercado desde 2022, vai converter sua exposição em futuros de bitcoin e passar a adquirir bitcoin à vista através de operações no mercado CME (Chicago Mercantile Exchange).

Hashdex: novo ciclo do mercado

“Mais que um grande avanço regulatório nos EUA, o lançamento do ETF representa uma conquista para todo o ecossistema de ativos digitais. O fundo marca um novo ciclo do mercado cripto, mas acreditamos que ainda há muito o que se conquistar”, disse Marcelo Sampaio, CEO da Hashdex.

O documento com a aprovação de ETF bitcoin spot entrou no site da SEC e logo depois saiu, passando para outro link. Houve quem pegou o documento, mas não havia ainda confirmação. Uma confusão quase como a de ontem, com o post falso.

Mas, o preço de bitcoin não teve grandes alterações. Estava na faixa de US$ 46,2 mil quando a confusão estava acontecendo, depois caiu para US$ 45,5 mil e voltou para a faixa de US$ 46,2 mil cerca de 40 minutos depois que “tocou o sino” da aprovação.

“O mercado estava precificando. Por hora nada de positivo no curto prazo, uma vez que o ETF é um instrumento que possibilita a entrada de novos capitais, novo dinheiro comprando Bitcoin. Então, a pressão positiva tende a levar o Bitcoin a novas máximas, ao longo do ano de 2024”, disse Tasso Lago, da Financial Move.

“Embora não seja fácil antecipar a escala de novos entrantes e as dinâmicas de mercado. Juntamente com o evento de halving do Bitcoin este ano, estes eventos podem criar um mercado dinâmico para o Bitcoin”, disse o CEO da Binance, Richard Teng. Para ele, o investimento direto em Bitcoin e os regulamentados coexistirão e vão atender a ,diferentes perfis de risco e preferências.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *