Binance desiste de operação regulada no Reino Unido

A Binance pediu o cancelamento de seu registro para atuar com atividades reguladas no Reino Unido. Nenhuma empresa do grupo tem aprovação para isso agora no país, de acordo com a Autoridade de Conduta Financeira (FCA, na sigla em inglês). A decisão aconteceu pouco antes de anunciar, no final da semana passada, que deixou de atender clientes baseados na Holanda por não ter conseguido licença para operar serviços de cripto.

Em 2021, o regulador baniu a exchange de qualquer atividade regulada no país por não ter licença para isso. O gerente regional para Crescimento da Binance no Reino Unido e na Europa, Ilir Laro, disse que o cancelamento do registro da Binance Markets Limited não tem impacto na operação local. Isso porque a empresa nunca fez negócios desse tipo, segundo a Finance Magnates. Segundo a FCA, o processo de cancelamento foi finalizado no último dia 30 de maio.

Na sexta-feira (16) passada, a Binance também divulgou que estava deixando a Holanda a partir do sábado porque não obteve licença de prestadora de serviços de criptoativos (Vasp, na sigla em inglês). Assim, não aceita mais nenhum residente no país, nem compras, negociações ou depósitos. Mas, os usuários existentes podem retirar seus fundos da plataforma da exchange.

A empresa afirmou que tentou alternativas para oferecer serviços aos holandeses de acordo com as regras do país, mas que não consegui a autorização “desta vez”. E que, portanto, vai continuar tentando.

Além disso, no mesmo dia, a promotoria de Paris divulgou que investiga a empresa, de forma preliminar, por lavagem de dinheiro. De acordo com o Ministério Público da França, esse ato teria sido agravado por participação em operações de investimentos, ocultação e conversão. A investigação estaria ocorrendo desde fevereiro de 2022.

Um dos processos mais duros – senão o maior – que a Binance enfrenta é nos Estados Unidos (EUA), onde a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) fez 13 acusações contra a exchange e pediu o congelamento de ativos da empresa e restrição das operações dela e de seu fundador, Chanpeng Zhao.

No entanto, neste sábado passado, a Justiça negou o pedido de restrição temporária. E as partes chegaram a um acordo pelo qual a Binance Holdings, a BAM Management, a BAM Trading e Zhao repatriarão recursos dos clientes da Binance.US. Além disso, a empresa só pode usar recursos seus para pagar custos de operação. O acordo foi um alívio para a Binance, que diz que ficou satisfeita.

Camada 2 da BNB

A BNB Chain, lançou hoje (19) a testnet opBNB, camada 2 compatível com a Máquina Virtual Ethereum (EVM) baseada na pilha de tecnologias (stack) de desenvolvimento Optimism OP. A conexão com a Ethereum pode aumentar o uso da BNB Chain, ao permitir fugir do congestionamento e custos das operações na rede criada por Vitalik Buterin. De acordo com a Binance, a nova solução tem um limite de gás de até 100 milhões ante 30 milhões do Optimism.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *