88i e Flix, seguradoras que usam blockchain, estão no sandbox da Susep

Empresas testarão suas soluções por três anos. Foto: Kalhh, Pixabay.

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) divulgou os projetos selecionados para participar do Sandbox Regulatório e neles estão incluídas empresas que usam blockchain – 88i e Flix.

Por até três anos, as empresas poderão operar testando suas soluções, com menor custo regulatório. O objetivo do sandbox é exatamente esse: permitir experiências em condições especiais e limitadas, de forma a promover a inovação, mas sem colocar em risco o setor. As soluções devem trazer benefícios como redução de custos para os consumidores, inclusão financeira e menor tempo para realizar uma operação.

O sandbox também é um aprendizado para a Susep, diz a autarquia.

Rafael Scherre, diretor técnico da Susep, disse que uma das principais ações da autarquia na construção de um novo marco regulatório do setor é a redução de barreiras à entrada, o que aumenta a concorrência e cria um ambiente mais amigável à inovação.

Inclusão e redução de custo

Foram analisados 14 projetos e escolhidos 11. Segundo o diretor técnico Eduardo Fraga, “foram selecionadas propostas de modelos de negócios que vão ao encontro do seu efetivo objetivo, que é possibilitar, sob a supervisão da Susep, a introdução de novos serviços, novas formas de prestar serviços tradicionais no mercado de seguros ou novos produtos, sempre com foco no benefício ao consumidor e sua experiência com seguro e, dessa forma, aumentar sua cobertura e a penetração no país”.

Os seguros a serem oferecidos são variados, indo de tablets a animais e estabelecimentos comerciais. Haverá oferta de seguros intermitentes, utilizados sob demanda, e paramétricos para desastres, de acordo com alertas das autoridades públicas de cada estado.

Vistorias online


Será possível, por exemplo, fazer vistorias remotamente. Além disso, a plataforma Pix, do Banco Central, será usada para pagamentos. Além de blockchain, as soluções usam tecnologias como inteligência artificial e algoritmos de machine learning.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *