Reino Unido prenderá quem não seguir novas regras de publicidade de criptoativos

Regulador do Reino Unido diz que consumidor deve saber dos riscos.

Todas as empresas que vendem criptoativos no Reino Unido, incluindo as que têm sede fora do país, precisam se preparar para novas e mais rigorosas regras de publicidade no país. Quem não cumprir a regra pode pegar até dois anos de prisão, de acordo com a Autoridade de Conduta Financeira (FCA, na sigla em inglês).

Segundo a FCA, o objetivo é dar aos criptoativos o mesmo tratamento para outros investimentos de alto risco. Isso significa dar aos consumidores alertas sobre os riscos das criptomoedas e possibilidades como um período de 24 horas para que repensem suas transações. Além disso, a comunicação deve ser “clara, justa e enganosa”.

“Os criptoativos seguem sendo de alto risco. Temos alertado repetidamente que os consumidores deveriam se preparar para perder todo seu dinheiro se comprarem criptoativos. Casos recentes como a falência de empresas de criptoativos conhecidas mostram ainda mais o risco desses produtos. É improvável que haja compensações sob o Esquema de Compensação de Serviços Financeiros para consumidores que perderem dinheiro.”, completa o regulador.

Assim, a FCA pediu às empresas que comecem a se preparar para a mudança que entrarão em vigor “em breve”. “Vamos tomar ações robustas contra as empresas que não seguirem as regras”, disse a autoridade. Há um ano, a FCA fez uma consulta pública sobre o assunto. Há quatro categorias de registros que permitirá a uma empresa vender criptos no país. Alguns pontos ainda precisam de autorização do parlamento britânico.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *