Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Chinesa Tencent usa blockchain para rastrear doações em campanha de filantropia

A Tencent, o maior portal de serviços de internet da China e que usa blockchain em diversas iniciativas, vai usar a tecnologia na “99 Giving Day”, sua maior campanha filantrópica anual. O objetivo é rastrear as doações e aumentar a transparência de seus programas de caridade.

Usar blockchain em programas de doação tem sido uma forma de organizadores dessas iniciativas assegurarem que os recursos serão usados conforme o prometido. Isso pode ajudar a atrair mais doadores e também garantir o uso correto e sem desvios dos recursos.

A campanha da Tencent dura 3 dias. E a empresa lançou também uma plataforma de suporte tecnológico para ajudar parceiros em ações sociais a aumentar suas capacidades digitais em seus projetos. A “Public Welfare SaaS Project” libera algumas das tecnologias usadas pela Tencent para parceiros externos por meio de cooperação de código aberto. O objetivo é digitalizar e mover os projetos para a nuvem. Segundo a empresa, 50 organizações aderiram ao projeto.

A Tencent vai colocar 299,99 milhoes de yuans (R$ 253 milhões ) como contrapartida de doações do público e 100 milhões de yuans (R$ 78 milhões) sem definir para onde devem ir. Vai ainda colocar 200 milhões de yuans (R$ 156 milhões) de seu fundo anti-pandemia em organizações que precisam de ajuda para se recuperarem da pandemia.

A China é um dos países que mais utilizam blockchain. O governo quer ser hub da solução e um ícone no uso de tecnologias da quarta revolução industrial.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>