Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

China emite primeiras notas promissórias em blockchain

O China Zheshang Bank (CZB) emitiu o primeiro commercial, notas promissórias de título de dívida de curto prazo, usando blockchain. A emissão foi de U$16,93 billion (120 bilhões de yuans) e é um projeto piloto da associação chinesa dos investidores institucionais, a NAFMII.

O título é do tipo que, em geral, tem período de 3 a 9 meses e é usado por empresas pequenas e médias empresas para cobrir suas necessidades financeiras no curto prazo. Socorrer essas empresas tem sido bastante necessário com a crise econômica causada pela pandemia do Covid-19.

No caso do “Lianxin 2020 Lianjie First Phase Asset-backed Commercial Paper,” o título é de 6 meses e poderá ser prorrogado. O título é de nove empresas públicas e privadas de setores como químico e cidades inteligentes. Não foi informado o que será feito com os recursos levantados.

Plataforma financeira

O banco não informou qual plataforma de blockchain está sendo utilizada. O que se sabe é que blockchain é a base para a plataforma de recebíveis financeiros, que tem 4 mil dos clientes pessoa jurídica do banco e que emitirão 100 mil recebíveis.

A China continua sendo um dos países que mais anunciam iniciativas em blockchain. São ações do governo central, das províncias e empresas, o que está em linha com o plano do presidente Xi Jinping de tornar o país uma referência em blockchain no mundo.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>