Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

BTG Pactual emite ReitBZ na Tezos e diz que criará mercado secundário

Crédito: Pixabay

O BTG Pactual, primeiro banco brasileiro e primeiro dos grandes bancos de investimentos do mundo a lançar um criptoativo, anunciou que emitiu seu token ReitBZ na rede blockchain Tezos e que nos próximos meses lançará um mercado secundário para dar mais liquidez ao ativo. O token é lastreado em imóveis e essa é a primeira emissão fora da plataforma Ethereum.

O ReitBZ foi lançado há um ano. Desde então, foi usado para a compra de 238 imóveis em agosto e 85 em dezembro. Dessas 323 unidades, 181 foram vendidas e a primeira distribuição de dividendos ocorreu neste mês.

O investimento mínimo no ReitBZ é de US$ 500. O banco afirma já ter superado o soft cap, que é o valor mínimo feito por investidores no seu lançamento, o chamado ICO (Initial Coin Offering). O soft cap é de US$ 3 milhões. O banco também diz que 100% da receita é distribuída.

Segundo André Portilho, sócio do BTG e responsável pelas iniciativa das chamadas security tokens no banco, a rede Tezos vai ser testada porque permite lançamentos mais complexos dessas moedas.

A Tezos é um rede pública em que os participantes decidem sobre mudanças no protocolo. A Fundação Tezos, baseada na Suíça, dá suporte à rede.

Leia mais em:

Mercado Bitcoin planeja 8 ativos digitais alternativos em 2020; token de consórcio é o primeiro

Associação Libra contrata CEO especialista em assuntos regulatórios

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>