Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Covid-19 afeta investimentos em TI, mas pode favorecer blockchain

Foto: Gerd Altamann. Pixabay.

Ao mesmo tempo em que a crise econômica causada pelo Covid-19 deve afetar os investimentos em tecnologia pelas empresas, os recursos disponíveis poderão ser direcionados a soluções como blockchain. O motivo: a tecnologia permite compartilhamento de dados de forma mais rápida e segura e a mitigação de riscos como disrupção de cadeias de suprimentos.

A afirmação é de um estudo do IBM Institute for Business Value para a Câmara Internacional de Comércio do Reino Unido (ICC, na sigla em inglês), feito com mais de 1 mil executivos em 22 indústrias e 34 países, em dezembro passado.

Em novembro de 2019, estimava-se que os investimentos em blockchain chegariam a quase US$ 16 bilhões em 2023, mas com a Covid-19, os gastos totais com TI podem cair 2,7%. “Isso significa um freio em alguns projetos de TI, enquanto estrategicamente poder ser adaptar outros investimentos”, diz o levantamento.

Uma amostra do valor da tecnologia neste período foi a declaração do Departamento de Segurança Interna dos EUA de que gerenciadores de blockchain na agricultura e distribuição de alimentos são trabalhadores de infra-estrutura crítica durante a crise do Covid-19.

ROI positivo

Mas apenas 5 em cada dez empresas pretendem compartilhar informações ou oferecer valor em troca de dados, ao mesmo tempo em que 8 delas dizem que informações confiáveis são importantes para a sustentabilidade dos negócios.

“Fazer negócios globais requer confiança, uma abundância dela. A boa notícia é que blockchain realmente se torna a custodiante dessa confiança, sem a necessidade de intermediários. Isso porque essa entidade neutra pode gerar uma governança aberta e justa, além de padrões, o que é crucial para negócios que usam a tecnologia no comércio global”.

O relatório alerta que novas tecnologias podem ajudar a gerar comércio internacional e contribuir para uma retomada do crescimento econômico após o baque causado pela pandemia. Isso porque a tecnologia pode diminuir pontos invisíveis de fricção no comércio, reduzir custos, acelerar processos e mitigar riscos.

A pesquisa mostra que 41% das empresas tiveram retorno sobre o investimento (ROI) com o uso de blockchain, em especial nos EUA e China. “Uma vez que são as redes, e não organizações individuais, que se tornam a unidade de competição, as métricas vão além dos balanços financeiros”, diz o estudo.  A satisfação dos clientes, por exemplo, aparece em primeiro lugar como medida de sucesso operacional das redes blockchain.

Os entrevistados disseram esperar uma média de ROI de 8% em 1 a 3 anos para seus investimentos em blockchain. Isso sobe para 20% em 4 a 5 anos e mais para seus investimentos em blockchain, e para 50% nos próximos 10 anos. Hoje, a média é de cerca de 0,3% negativo.

Nos pfóximos 3 anos, 85% dos CTOs e CIOs consultados esperam trabalhar com múltiplias tecnoglcias blockchain.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>