Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Sppyns, startup criada por brasileiros, obtém licença de órgão regulador suíço

A Sppyns, startup criada em 2017 por brasileiros da área de tecnologia e que negocia criptoativos, conseguiu a licença de operação da Autoridade Supervisora do Mercado Financeiro da Suíça (FINMA, na sigla em inglês).

A licença é opcional, mas a Sppyns quer ter reconhecimento global, disse o diretor geral e co-fundador da empresa, Rodrigo Csizmar Borges, em comunicado. A startup tem um marketplace de criptoativos e uma plataforma de tokenização de ativos.

A Suíça é a base de outras empresas de criptoativos por ter criado um ambiente regulatório que facilita o desenvolvimento e a operação desses negócios. A Associação Libra, por exemplo, criada pelo Facebook para a o lançamento da stablecoin Libra, escolheu o país como sede.

Em Zug, uma região conhecida como paraíso fiscal, o governo local incentiva a instalação dessas empresas, o que criou o chamado “crypto valley”. A Sppyns é parte da Crypto Valley Association, que tem o apoio do governo e mais de

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>