Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Indústria de aviação lança plataforma blockchain para rastrear partes

Empresas do setor de aviação lançaram a MRO Blockchain Alliance, a primeira plataforma da indústria para monitorar, rastrear e registrar partes e peças de aeronaves. Com isso, vão digitalizar diversos processos hoje registrados em papel, o que nem combina com um setor que utiliza máquinas cheias de tecnologia.

MRO é a sigla em inglês para manutenção, reparo e revisão. A iniciativa é da SITA, formada por cerca de 400 empresas, como a Latam, e outros membros da cadeia da aviação, como provedores de logística e de contratos inteligentes.

O objetivo é criar um padrão global de uso de blockchain para rastrear partes dos aviões, que podem ter milhares de delas e todas devem ser registradas desde o fornecedor à empresa de aviação.

É preciso lembrar que as peças não passam apenas por uma companhia áerea, porque aviões são vendidos entre elas e peças vão e vêm de manutenção. Se não houver registro confiável de uma parte, é preciso pesquisar todo seu histórico e se isso for impossível, é preciso fazer testes para classificar sua origem e condição.

Por isso, no fim da linha, a adoção de blockchain na indústria pode facilitar o registro e compartilhamento de dados, melhorar o conhecimento das empresas sobre o estado do avião e suas necessidades de manutenção e aumentar a qualidade dessa manutenção em relação ao período correto de fazê-lo, tempo gasto nisso e as reais necessidades de reparos. Com a plataforma global, haverá informações mais confiáveis.

Segundo um estudo da PwC, blockchain pode cortar os custos da indústria aeroespacial com MRO em até 5%, o equivalente a US$ 3.5 bilhões.

A prova de conceito (PoC) vai acontecer nos próximos meses. O rastreamento vai se dar em duas vertentes: na chamada linha digital haverá um status em tempo real, cadeia de custódia e rastreamento da parte. O passaporte digital terá a identidade da parte com dados das certificações que provam quem é o dono dela.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>