O Banco Central (BC) se prepara para facilitar a vida dos cidadãos, com o uso de blockchain para pagamento instantâneos. A ideia é que o sistema esteja em operação no final de 2020, segundo reportagem de O Estado de S. Paulo.

Esse novo sistema de pagamentos deverá substituir as TEDs e os DOCs e funcionará 24×7.

Já há bancos utilizando a tecnologia blockchain para transferências internacionais de dinheiro, como o Santander, e um grupo de bancos está conectado trocando informações sobre movimentações de contas suspeitas feitas por celular. Esse último é uma iniciativa da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) e da Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP).

Além dos pagamentos instantâneos, o BC estuda outras iniciativas que vão dar maior agilidade e transparência ao sistema bancário brasileiro, como o open banking.