Mercado de Criptomoedas por TradingView

Samsung testa moeda digital da Coreia em blockchain nos celulares Galaxy

Samsung vai testar cbdc em blockchain em seus celulares. Foto: Unsplash

A Samsung decidiu participar do projeto piloto de moeda digital de banco central (CBDC) da Coreia do Sul que usa blockchain. O Banco da Coreia (BOK) começou o piloto no último dia 28 de julho. O que a fabricante de eletrônicos quer é testar a possibilidade de uso de sistemas baseados em blockchain em sua linha de celulares Galaxy.

O piloto conta com testes em blockchain uma vez que o gerenciamento é em conjunto com a Ground X, empresa de mensagens em blockchain do grupo Kakao. O grupo tem a maior plataforma de mensagens privadas por celular do país, uma espécie de Whatsapp.

Seu braço Ground X, que venceu a concorrência para fornecer a plataforma Klaytn para testes do won digital, diz trabalhar para ter uma solução escalável. Assim, quer atingir uma adoção em massa de seus serviços em blockchain.

De acordo com a informação publicada pelo jornal coreano The Korea Times, o projeto testa sistemas avançados de pagamentos e inclusão financeira. Um executivo disse ao jornal que os testes incluem transferências de recursos internos e entre países. Como o BOK quer testar os ajustes necessários para o sistema de pagamentos com uma CBDC, a Samsumg vai usar linha Galaxy para isso.

“Estamos verificando se é possível fazer pagamentos sem internet por celular com a moeda digital ou enviar CBDCs para outros celulares ou para se conectar com bancos”, disse um representante do banco.

Jamaica emite US$ 1,5 milhão em moedas digitais de BC

Já o Banco da Jamaica (BOJ) emitiu a primeira leva de sua CBDC nesta semana. O teste vai contar com 230 milhões de dólares jamaicanos (cerca de US$ 1,5 milhão) e segue até dezembro. O dinheiro vai para instituições de depósitos e serviços de pagamentos, segundo o Banco Central da Jamaica (BOJ).

O ministro de Finanças do país, Nigel Clarke, afirmou que até o final do ano fiscal acontecerão as mudanças regulatórias para acompanhar a CBDC. O próximo passo, depois da emissão, é conseguir a acesso amplo e aceitação da CBDC pelas pessoas, afirmou o presidente do BOJ, Richard Byles. Em breve, o país vai anunciar os ganhadores do concurso para escolha do nome, tagline, logo e imagem da CBDC.

Os usuários do dólar digital jamaicano vão guardar e trocar moedas por meio de uma conta numa carteira digital com acesso pelo celular. A fornecedora de tecnologia é a fintech irlandesa eCurrency Mint.

O país optou por um sistema de duas camadas para emissão e assim, ao não fazer a emissão diretamente, evita procedimentos de Know Your Customer (KYC)para verificar a identidade dos usuários, disse o banco.

No Caribe, Bahamas também tem um processo avançado de CBDC.


Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.