Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Rede blockchain da União Europeia entra em operação até junho

Rede blockchain da União Europeia tem 25 nós já operacionais.

A European Blockchain Services Infraestructure (EBSI), rede blockchain União Europeia (UE), por enquanto com 20 países, começa a funcionar entre junho e setembro. A rede derrubará fronteiras das administrações públicas do bloco. Isso porque os nós, hoje 36, compartilharão dados como diplomas e identidade digital.

Os europeus poderão acessar os dados por computador ou celular. O EBSI criou um programa de early adopters para acelerar a implantação do sistema. Entre os que entraram no programa estão administrações públicas, universidades e empresas, de acordo com o Blockchain Economía, site de notícias espanhol parceiro do Blocknews.

Espanha, Holanda Alemanha, Bélgica, Suécia, Áustria, Itália, França e a Corte Europeia de Auditores estão entre os países que poderão colocar em produção ferramentas e serviços da rede blockchain União Europeia. Áustria, Espanha e Itália, por exemplo, estão trabalhando em ferramentas ligadas a diplomas.

O último relatório de desempenho do Connecting Europe Facility (CEF) Building Block mostrou um aumento de 30% do número de países, para 17, que implantaram ao menos um dos 25 nó operacionais da EBSI.

Além disso, houve um aumento de 10% do compartilhamento de documentos enviados no final de 2020. Isso significou 491 milhões de documentos no quarto trimestre.

O relatório mostrou, ainda, um aumento de 30% dos pedidos de tradução processados pelo eTranslation. Com isso, no quarto trimeste o número atingiu 328 milhões de traduções.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>