Mercado de Criptomoedas por TradingView

Real digital: dia 19, BC discute privacidade com Facebook e Ministério da Justiça

Liquidez é ponto de atenção do real digital, dizem bancos. Foto: Joel Santana, Pixabay.

O Banco Central (BC) vai realizar, na próxima quinta-feira (19), o segundo dos sete webinars sobre sua moeda digital (CBDC), o real digital. O tema será “Cidadania, Segurança de dados, sigilo e rastreabilidade”, ou seja, sobre pontos muitos levantados em discussões sobre o tema.

Vão participar da discussão Yana Dumaresq, Diretora de Políticas Públicas para a América Latina do Facebook, Silvia Amelia Fonseca de Oliveira, diretora de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Além de Dora Kaufman, professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP).

Juliana Mozachi Sandri, Chefe de Gabinete do Diretor de Relacionamento Institucional e Cidadania do Banco Central, vai mediar o evento, que acontecerá às 12h e será transmitido pelo canal do BC no YouTube.

O Facebook é um dos responsáveis pela aceleração dos estudos dos bancos centrais sobre suas próprias moedas. Isso porque, há cerca de dois anos, anunciou que teria uma moeda digital global, então chamada de Libra, hoje Diem.

Além disso, já protagonizou casos sérios de invasão de privacidade de dados de seus usuários, como o caso Cambridge Analytics. E está sempre no grupo de empresas que recebem críticas sobre privacidade, uma vez que tem ainda o WhatsApp e o Instagram.

“A garantia dos direitos dos cidadãos é um ponto fundamental para preservar a confiança e permitir o bom funcionamento dos sistemas financeiros. Esse webinar pretende discutir qual a melhor forma implementar o real digital de modo a, de um lado, garantir os direitos à privacidade e à segurança de dados pessoais e, do outro, fomentar inovações e permitir a aderência a normas de prevenção de ilícitos”, diz a descrição do BC.

Real digital é necessário porque tudo terá representação digital

O primeiro webinar do BC sobre o real digital aconteceu em julho e o tema foi “Potenciais do real em formato digital”. Os outros cinco webinars acontecerão até novembro. Esse é um formato que a instituição criou para discutir publicamente a moeda digital. Assim, depois de anunciar e realizar estudos sobre a CBDC brasileira, é a primeira vez que as discussões são públicas.

Naquele evento, Fábio Araújo, coordenador dos trabalhos sobre o real digital no BC, disse que era preciso estudar a CBDC porque “a relação das pessoas com as coisas vai ser muito diferente da que a gente teve até hoje.” Portanto, tudo vai ter representação digital, disse ele. O que significa que se a moeda estiver fora desse ambiente, vai gerar ineficiência para as operações. Nós estamos nos preparando para o futuro.”

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.