Mercado de Criptomoedas por TradingView

NFTs entram na mira de Maceió e Petrópolis

Governos querem emitir NFTs. Imagem: Led Thomas Pehan.

O uso de NFTs (tokens não-fungíveis) e suas infinitas possibilidades se alastra para além do interesse de celebridades e de empresas em geral. Por aqui, talvez motivadas pela arrecadação de recursos via tokens para a Ucrânia, as prefeituras de Maceió e Petrópolis querem ser as pioneiras em NFTs governamentais.

Segundo informações do Diário Oficial de Maceió de 26 de abril, o Projeto de Lei enviado à Câmara Municipal autoriza a prefeitura a cunhar e alienar NFTs com o objetivo de “colocar de vez Maceió no mapa tecnológico, permitindo a criação de ativos digitais que poderão ser leiloados, gerando recursos para investimentos em finalidades de interesse público”.

De acordo com o PL, as NFTs de Maceió poderão ser leiloadas em conformidade com a Lei de Licitações e Contratos Administrativos vigente. Também está prevista a criação de um fundo contábil e financeiro para destinação dos valores recebidos pelas vendas dos tokens.

Recuperação da Cidade Imperial

A ideia de lançamento de uma NFT de Petrópolis surgiu no Senado federal, quando o senador Carlos Portinho (PL/RJ) sugeriu o token como forma de captar recursos para a reconstrução das áreas afetadas pelas fortes chuvas do início do ano.

O prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, gostou da ideia e enviou o Projeto de Lei que foi rapidamente aprovado pela Câmara de vereadores. Com a sanção do PL, a prefeitura poderá viabilizar a criação e comercialização das NFTs para obtenção de recursos para os projetos destinados às obras públicas de reconstrução no primeiro distrito do município de Petrópolis.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.