Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

México terá moeda digital em 2024; real digital também circulará até aquele ano

México já havia sinalizado que estudava moeda digital. Foto: Joe Bamz, Pixabay.

O México terá sua moeda digital de banco central, a CBDC, em circulação em 2024. De acordo com o governo mexicano, a iniciativa acontecerá por se “considerar de suma importância estas novas tecnologias e a infraestrutura de pagamentos de última geração como opções de grande valor para avançar na inclusão financeira do país”. O governo deu a informação por meio de um post no Twitter.

Até 2024, o Brasil também prevê ter a sua nas carteiras digitais dos brasileiros. Para isso, os testes do real digital começam em 2022. No último dia 2, a presidente do BC do México, Victoria Rodriguez Ceja, já havia dito que o banco estudava ter uma moeda digital.

No entanto, há outros países na região que estudam as CBDCs, movimento que atinge cerca de 90% dos bancos centrais do mundo. Em novembro passado, por exemplo, o Peru divulgou que está trabalhando com os bancos centrais da Índia, Cingapura e Hong Kong no desenvolvimento de sua CBDC. “Não seremos os primeiros, porque não temos recursos para ser os primeiros e enfrentar os riscos disso. Mas nao queremos ficar para trás”, disse o presidente do BC peruano, Julio Velarde. Segundo ele, o país está no mínimo no mesmo nível ou até à frente dos estudos de Brasil e México.

Tweet do governo do México confirmando que haverá uma CBDC em 2024.

México faz parte de cerca de 90% de BCs que estudam moeda digital

No Chile, o governo criou um comitê para estudar o assunto no último mês de setembro. No primeiro trimestre de 2022, vai divulgar um estudo com ações, estratégias e resultados esperados dos estudos sobre o tema.

O Uruguai já fez um teste piloto do seu e-peso em 2019. Uma das observações desse teste foi a de que aumentou as transferências entre participantes, que já estavam acostumados a meios eletrônicos de pagamentos. Também concluíram que o modelo de token para a moeda é positivo.

Na Argentina, o presidente do país, Alberto Fernandez, se mostrou favorável ao país ter uma CBDC. Porém, o presidente do Banco Central não mostrou interesse e justificou que a moeda traria risco de instabilidade.

1 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>