Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Marinha dos EUA fecha contrato de US$ 1,5 milhão para usar blockchain

Marinha dos EUA usará tecnologia para controle de inventário de itens como plasma e sangue. Foto: Michael Afonso, Unsplash.

A Marinha dos Estados Unidos (EUA) fechou um contrato de US$ 1,5 milhão (cerca de R$ 9,5 milhões) com a Consensus Networks para compra de uma ferramenta de logística de saúde em blockchain. O teste começa neste ano e o contrato é até 2022.

A Consensus Networks é uma startup da área de saúde, com soluções que integram dados clínicos e cadeia de suprimentos. A empresa cria a infraestrutura com blockchain. O objetivo é um impacto positivo tanto no controle do inventário de produtos, quanto no custo dos tratamentos.

A Marinha vai usar o HelthNet para gerenciar seus inventários dentro e fora dos EUA. O foco do piloto será em previsão de demanda. E também na automação de fluxo de fornecimento para entrega just -in-time de produtos essenciais, como sangue e plasma.

Segundo a empresa, sua infraestrutura permite, além de rastrear o inventário, controlar o consumo e data de validade de produtos. Assim, facilita fazer um previsão de demanda e planejamento de fornecimento em tempo real.

Blockchain é usada para assegurar aspectos como a veracidade dos dados que vem da internet das coisas (IoT) e registros imutáveis de dados. A empresa usa o Protocolo Factom, usado pelo Departamento de Segurança Interna.

“Escolhemos usar redes blockchain públicas por conta de seus mecanismos já existentes e robustos de consenso e pela infraestruta de rede”, de acordo com o CEO da Consensus, Nate Miller, em comunicado da empresa.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>