Emirados Árabes Unidos enviam CBDC para China usando plataforma mBridge

Operação com CBDC usou plataforma mBridge. Foto: WAM.

Os Emirados Árabes Unidos (EAU) fizeram, ontem (29), a primeira transação transfronteiriça usando o Dirham Digital, sua moeda digital de banco central (CBDC). O Sheikh Mansour bin Zayed Al Nahyan, presidente do Conselho do Banco Central dos EUA enviou AED50 milhões (US$13,6 milhões) para a China.

Para isso, foi usada a “mBridge”, uma plataforma multi-CBDCs para pagamentos internacionais no atacado. Essa plataforma conecta moedas digitais de diferentes bancos centrais por meio de uma única infraestrutura. Com isso, busca-se melhorar melhorar a eficiência dos pagamentos transfronteiriços, que hoje são processos caros e lentos.

A mBridge envolve o BIS Innovation Hub, quatro bancos centrais fundadores. Esses quatro são a Autoridade Monetária de Hong Kong, o Banco Central dos Emirados Árabes Unidos, o Instituto de Moeda Digital do Banco Popular da China e o Banco da Tailândia. É a única parceria colaborativa internacional que inclui a China.

Emirados Árabes enviam CBDC usando mBridge

Além disso, há 25 membros observadores, como por exemplo o Banco Central Europeu, o Federal Reserve de Nova York, os BC do Chile, África do Sul e Austrália e o Banco Mundial.

O lançamento mBridge foi em 2021, mas ainda não chegou na fase de Produto Mínimo Viável (PMV), o que poderá ser o próximo passo. Em 2022, houve piloto com operações reais corporativas e inclui bancos comerciais e seus clientes em quatro países. O projeto usa uma nova blockchain, a mBridge Ledger.

A transação de ontem aconteceu na celebração do Jubileu de Ouro da criação do Banco Central. O país tem o plano de ser um hub financeiro.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *