Bradesco faz operação com Inter usando Drex para venda de títulos públicos federais fictícios

Bradesco já tinha feito operação com a Caixa.

O Bradesco realizou, na sexta-feira passada (15), uma transferência de Títulos Públicos Federais tokenizados (TPFf) na plataforma Drex do Banco Central. A operação foi de venda de títulos federais de sua carteira para a do banco Inter, recebendo Drex em pagamento.

Na semana passada, o Bradesco anunciou uma transferência interbancária com a Caixa e outra com o Inter, também utilizando o Drex. A operação foi de transferência de reservas bancárias. Nessa fase, também está sendo testado o protocolo de entrega contra pagamento (DvP) entre instituições diferentes.

O BC emitiu dois tipos de papéis tokenizados em ambiente de testes, as LTNs (Letra do Tesouro Nacional) e as LFTs (Letra Financeira do Tesouro). E enviou para as instituições financeiras participantes do projeto-piloto. 

Outros bancos, como o Banco do Brasil, também já realizaram operações com os TPFf.

De acordo com Bruno Grossi, Gerente Sênior de Tecnologia do Banco Inter, na operação com o BV com os TPFf houve a transferência de 10 Letras do Tesouro Nacional (LTNs) e 20 Letras Financeiras do Tesouro (LFTs). Segundo ele, a operação foi mais rápida por conta do uso de contratos inteligentes em blockchain, que no caso é a Hyperledger Besu.

Para João Gianvecchio, líder de Digital Assets do banco BV, essa fase de teste do piloto do real digital é a mais importante, “pois testa a programabilidade, capacidade essencial do que se espera do Drex”.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *