Banco Central inclui mais dois consórcios no Piloto do Real Digital

BC terá 16 consórcios no Piloto do Real Digital.

O Banco Central incluiu mais dois consórcios no Piloto do Real Digital, elevando para 16 o número total. Entraram agora na lista o consórcio da Caixa Econômica Federal com Elo e Microsoft e o consórcio do MB Instituição de Pagamento (Mercado Bitcoin) com Mastercard, a registradora de recebíveis CERC, Sinqia e Genial Investimentos.

Os grupos entraram com recurso após ficarem de fora da primeira lista de 14 grupos admitidos, que o regulador divulgou há um mês. Na ocasião, empresas do setor cripto, em especial, reclamaram por ficarem de fora.

Com os dois consócios, sobe para três o número de bancos públicos, já que além da Caixa, também participam o Banco do Brasil e o Banco da Amazônia (Basa). A Microsoft agora estará em ao menos de quatro projetos do piloto. O Mercado Bitcoin também participou do teste do real digital, o Lift Challenge.

Houve 36 propostas entre candidaturas individuais e consórcios de entidades para o piloto, com 100 instituições apresentaram projetos em diferentes segmentos do setor financeiro. Isso inclui instituições de pagamentos, cooperativas, bancos de diferentes tamanhos, inclusive públicos, prestadores de serviços de criptoativos, operadores de infraestruturas de mercado financeiros.

Agora, os consórcios que participarão do piloto são:

  • Bradesco, Nuclea e Setl
  • Nubank
  • Banco Inter, Microsoft e 7Comm
  • Santander, Santander Asset Management, F1RST e Toro CTVM
  • Itaú Unibanco
  • Basa, TecBan, Pinbank, Dinamo, Cresol, Banco Arbi, Ntokens, Clear Sale, Foxbit, CPqD, AWS e Parfin
  • Caixa, Elo e Microsoft
  • SFCoop: Ailos, Cresol, Sicoob, Sicredi e Unicred
  • XP, Visa
  • Banco BV
  • Banco BTG
  • Banco ABC, Hamsa, LoopiPay e Microsoft.
  • Banco B3, B3 e B3 Digitas
  • Consórcio ABBC: Banco Brasileiro de Crédito, Banco Ribeirão Preto, Banco Original, Banco ABC Brasil, Banco BS2 e Banco Seguro, ABBC, BBChain, Microsoft e BIP
  • MBPay, Cerc, Sinqia, Mastercard e Banco Genial
  • Banco do Brasil

De acordo com o Banco Central, “essa seleção conta com representantes de instituições financeiras dos segmentos prudenciais S1 a S4, instituições de pagamento, cooperativas, bancos públicos, desenvolvedores de serviços de criptoativos, operadores de infraestruturas de mercado financeiro e instituidores de arranjos de pagamento”. 

O BC inicia a incorporação dos participantes à plataforma do Piloto RD em julho de 2023.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *