Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Visa atuará em NFTs, que geraram US$ 1,5 bilhão em transações no primeiro trimestre do ano

Sheffield, da Visa, diz que empresa terá mais novidades sobre NFTs. Foto: Visa.

A Visa, que a cada dia parece estar mais inserida no mundo dos criptoativos, anunciou que vai atuar no segmento de tokens não fungíveis (NFTs). E anunciou isso ao contar que comprou o CryptoPunk 7610, um dos primeiros NFTs que apareceram no mercado. “Estamos só começando nosso trabalho nesse espaço”, escreveu Cuy Sheffield, responsável pela área de critptomoedas da Visa, num artigo.

“No curto prazo, queremos ajudar marcas e empresas a entenderem melhor os NFTs e a usá-los para engajar clientes e fãs”, disse o executivo. “Para o futuro, estamos trabalhando em novos conceitos e parcerias para apoiar compradores, vendedores e criadores de NFT. Estamos ansiosos para compartilhar mais novidades nos próximos meses.”

Assim, a Visa quer entrar num segmento que movimentou US$ 1,5 bilhão em transações no primeiro trimestre de 2021. “Nosso trabalho é habilitar compradores e vendedores, seja ajudando micro e pequenos empresários a entrar no mercado online ou facilitando os pagamentos de empresas a seus parceiros no exterior.”

Visa comprou um dos primeiros NFTs do mercado

De acordo com Sheffield, a Visa adquiriu o NFT para “aprender”. “Acreditamos que os NFTs serão muito importantes para o futuro do varejo, da mídia social, do entretenimento e do comércio. Só poderemos ajudar nossos clientes e parceiros a participar se entendermos, em primeira mão, os requisitos de infraestrutura de uma marca global para comprar, armazenar e usar um NFT.”

Portanto, depois de trabalhar com a plataforma de ativos digitais Anchorage Digital na aquisição do CryptoPunk 7610, “estamos mais bem preparados para ajudar nossos parceiros a fazerem o mesmo”, acrescentou Sheffield. A empresa pagou 49,5 ETH pelo NFT, ou seja, cerca de US$ 150 mil no momento, algo como R$ 900 mil.

O que a Visa comprou é parte de 10.000 NFTs de figuras únicas que estão na blockchain Ethereum. Esses tokens estão no mercado desde 2017 e quem lançou foi a Larva Lab, empresa de dois desenvolvedores de software. Mas, no lançamento, quem pediu um, levou de graça. No entanto, agora é preciso comprar no mercado secundário. A Visa comprou uma figurinha de mulher.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>