Mercado de Criptomoedas por TradingView

Plataforma we.trade, de financiamento ao comércio exterior, fecha as portas

we.trade tinha participação da IBM e de 12 bancos. Foto: Insonchory.

A we.trade, uma plataforma blockchain para processos de financiamento de comércio exterior, fechou as portas. O motivo seria a falta de investidores e, portanto, de dinheiro. Apesar de ser uma parceria da IBM com doze bancos europeus, com licença de 16 bancos atuando em 15 países. A informação é de veículos de imprensa da Europa. De acordo com o Irish Times, a startup terá uma reunião com os credores nesta semana e deve apontar a PwC como liquidante da empresa.

A we.trade surgiu em 2018 e começou a operar oficialmente em 2019. Naquele ano, seu CEO afirmou que a ideia era ter uma plataforma própria para depender menos da Hyperledger Fabric, por questão de custo. Em 2020, já estaria enfrentando problemas e perto de fechar as portas. Faltavam novos investidores e alguns dos que já existiam não quiserem fazer mais aportes. Os 12 bancos sócios são CaixaBank, Deutsche Bank, Erste Group, HSBC, KBC, Nordea, Rabobank, Santander, Société Générale, UBS and UniCredit.

Foi quando a IBM comprou 7% da we.trade, que na ocasião era vista pelo mercado como uma das maiores e mais consolidadas em blockchain para financiamento de comércio exterior. Em 2021 houve nova injeção de capital de 6 dos doze bancos, entre eles HSBC, La Caixa, Nordea e Santander, num total de 3 milhões de euros, segundo o GTReview. Houve também aporte de um bureau de crédito, o CRIF, de 2,5 milhões de euros.

Mas não adiantou. A decisão de fechar as portas teria sido comunicada aos acionistas no último dia 26 de maio. A orientação aos bancos era a de contatarem seus clientes para analisar a saída da plataforma e alternativas.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.