Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Novi, carteira da Diem, moeda digital do Facebook e parceiros, está pronta

Moeda digital do Facebook poderia atingir os 2,7 bilhões de usuários da rede.

A carteira digital Novi, feita para a moeda digital Diem, um projeto lançado pelo Facebook com outras empresas, está pronta para ir a mercado. A afirmação é de David Marcus, membro do Conselho da Associação Diem e responsável pela F2 (Facebook Financial). O executivo contou isso num post em que também descarrega críticas aos Estados Unidos (EUA) por emperrarem o lançamento da solução.

Nos EUA, a Novi já tem licenças ou aprovações em quase todos os estados. Após um bombardeio de reguladores de todos os cantos do mundo ao anunciar a Libra, hoje Diem, o Facebook se comprometeu a não lançar a carteira e a moeda digital sem as autorizações necessárias.

A moeda digital será uma stablecoin atrelada a moedas fiduciárias (fiats). O projeto era bem diferente, já que seria baseada numa cesta de fiats. Com essa mudança e o fato de o nome Libra ficar marcado por críticas, agora o projeto se chama Diem. Além da sede mudar mudar de endereço, que agora é nos EUA e não mais na Suíça.

Moeda digital estará disponível para os bilhões de usuários do Facebook

A Associação Diem cuidou de cada preocupação legítima que reguladores levantaram em conversas com a instituição, garante Marcus. Assim, desenvolveu uma “stablecoin de alta qualidade, extensas proteções ao consumidor e compliance com as redes de pagamentos que a suportam, tudo dentro do perímetro regulatório dos EUA”.

De acordo com Marcus, “achamos irracional atrasar a entrega de sistemas digitais de pagamentos que serão mais baratos e interoperáveis”. E afirma que a Associação Diem é confiável. No entanto, do ponto de vista dos reguladores, o principal problema do projeto é o alcance do Facebook e de suas coligadas, como Whatsapp e Instagram. Só o Face tem 2,8 bilhões de usuários ativos no mundo e o Insta tem 1,3 bilhão.

Mas, Marcus garante que abrir uma conta na Novi não vai ser algo feito no automático. Ao contrário, vai levar tempo porque haverá verificação do usuário por meio de identidades emitidas por governos. Porém, o executivo quanto tempo. E de novo, para os reguladores, a questão continua sendo o tanto de usuários e transações com sua própria moeda digital que a rede de Mark Zuckerberg é capaz de fazer.

O Facebook processou mais de US$ 100 bilhões em pagamentos nos últimos quatro trimestres, segundo Marcus. São transações de pessoa para pessoa (P2P), sem intermediários em 160 países e 55 moedas. O “sem intermediários” é que é também a questão, porque seria um Pix, mas aqui, o sistema instantâneo passa pelo Banco Central.

O executivo cita mais de uma vez a qualidade ruim do sistema de pagamentos dos EUA, que é caro e demora dias para liquidar uma operação. Para ele, o país tem o pior sistema de pagamentos dentre as economias desenvolvidas. Enquanto isso, vê a China construir uma infraestrutura que fará o iuan digital desafiar o dólar como moeda de reserva.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>