Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Liqi e Gaia emitem US$ 1,36 milhão do primeiro token de Crédito de Produto Rural (CPR)

Crédito: Thomas B.. Pixabay.

A  Liqi Digital Assets, que no começo do mês anunciou que começaria a emitir tokens de impacto social e ambiental com o Grupo Gaia, já fez ao menos uma emissão. Foi há cerca de 10 dias, quando fez uma operação privada de captação de US$ 1,36 milhão em Cédula de Produto Rural (CPR). “Foi a primeira operação no Brasil de tokenização deste instrumento”, disse Daniel Coquieri, fundador e CEO da Liqi.

De acordo com Coquieri, houve a emissão de 54,4 tokens na blockchain da xDAI. Participaram 60 investidores. “O term sheet da operação foi configurado e programado dentro do token IRO1. As regras de liquidação do ativo e juros estão incluídas no smart contract do ativo digital”, contou o CEO num post no LinkedIn.

A operação do token da Liqi e Gaia de crédito rural está em blockchain, portanto, registrada desde a emissão à venda e, depois, a liquidação dos tokens. “O mercado secundário deste ativo será muito mais eficiente, transparente e com menos intermediários”, afirmou. A estruturação jurídica ficou a cargo da Vaz, Buranello, Shingaki e Oioli Advogados – VBSO Advogados.

É possível acessar o contrato inteligente, propriedades e métodos do token rural IRO1 pelo link https://lnkd.in/ehVVt7fT, segundo o fundador da Liqi.

Token como o rural ajudam a democratizar serviços, dizem Liqi e Gaia

O Gaia é uma empresa do chamado sistema B, que propõe aliar propósito e lucro, com impacto positivo nos stakeholders e no entorno dos negócios, de funcionários ao meio-ambiente. A empresa afirma que já realizou R$ 20 bilhões de operações em 12 anos.

Seu foco é securitização, ou seja, transformar dívidas em títulos que irão para outros credores. Essas operações incluem, por exemplo, reforma de casas populares, geração de energia limpa e crédito para pequenos produtores rurais.

Os tokens feitos com a Liqi vão, portanto, ajudar a colocar em pé projetos que vão democratizar acesso a produtos e serviços, disse João Pacífico, CEO do Grupo Gaia, no anúncio da parceria com a Liqi. Além disso, devem dar retorno financeiro para quem investir no projeto, completou. O impacto, segundo ele, é um diferencial desses investimentos.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>