Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Seguradoras europeias e B3i lançam solução blockchain para seguros marítimos

Wilma de Bruijn, gerente geral da Eurapco, diz que foco é em seguros marítimo e resseguros. Foto: Eurapco

A Eurapco, uma aliança de oito seguradoras europeias, e a B3i, um consórcio de seguradoras de todo o mundo, inclusive do IRB Brasil, para o uso de blockchain, vão lançar a solução Eurapco Unity. Será a primeira solução operacional global em infraestrutura blockchain para transferência de riscos facultativos entre empresas. O foco inicial é no setor marítimo.

Em geral, riscos facultativos cobrem catástrofes e riscos incomuns. Têm esse nome porque cada seguradora que cobre o risco define como fará seu contrato. Além disso, o resseguro não é automático.

O Mínimo Produto Viável (MVP) da Eurapco Unity foi ficou pronto em dezembro passado. Assim, houve a transferência de riscos facultativos numa rede de empresas do segmento de seguros marítimo. Essa é a primeira aplicação sob medida construída na plataforma Fluidity da B3i.

Seguros marítimo e resseguros

Após uma pesquisa sobre blockchain, a Eurapco definiu que os segmentos de seguros marítimo e de resseguros são as que a tecnologia mais pode trazer benefícios para o grupo. Esses ganhos são em transparência, segurança e na redução do trabalho administrativo.

O setor de seguros tem enorme potencial para usar blockchain. Isso porque as operações envolvem diversos membros, são complexas, com um vai e vem de aprovações e assinaturas e com compartilhamento de dados sensíveis. Um erro ou uma fraude nesse processo podem causar uma enorme dor de cabeça e prejuízo para o segurado ou resseguradora.

De acordo com Wilma de Bruijn, gerente geral da Eurapco, buscar soluções blockchain “foi um passo natural na criação de um valor tangível para nossos sócios.”

Ganho de tempo e segurança

“Um novo mundo de digitalização se abriu para nós. É possível acessar os documentos e transmitir para todos os membros da rede com facilidade”, afirmou Dieter Lammertz, responsável pela area marítima e de artes de valor da La Mobilière, uma das sócias da Eurapco.

“A informação fica na blockchain e ninguém pode alterá-la. Estou convencido de isso vai gerar uma economia considerável de tempo. No futuro, a Unity vai gerenciar todas as contas e pedidos. Assim, vamos ter ainda mais economia de tempo e recursos”, completou afirmou Lammertz, .

De acordo com Antonio di Marzo, diretor de produtos da B3i, a Unity funciona como uma facilitadora de infraetrutura. Assim, estabelece as regras e protocolos que seus membros vão seguir. As regras estão no protocolo. Ao diminuir o trabalho administrativo, as empresa ganham tempo para se concentrarem em seus negócios, completou.

Uma rede no Brasil

Enquanto isso, no Brasil, a bolsa de valores B3 e o IRB-Brasil Resseguros vão lançar, neste ano, uma plataforma para conectar todos os segmentos do setor. O objetivo é digitalizar a realização dos contatos. A parceria vai permitir operações em tempo real de um mercado bilionário. Em 2019, só as seguradoras arrecadaram R$ 270 bilhões, excluindo os segmentos de saúde e o DPVAT.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>