Mercado de Criptomoedas por TradingView

ETC Group lançará ETP referenciado em bitcoin na B3

O Brasil é dos países com mais ETFs (Exchange-traded funds) de cripto do mundo, o que faz com que novos players internacionais sejam atraídos para esse mercado potencial que prefere o investimento nos fundos de índices e não a exposição direta às criptomoedas. Já presente em vários países europeus, o ETC Group afirmou que lançará “em breve” no Brasil o BTCetc (Bitcoin Exchange-Traded Crypto), o primeiro ETP (Exchange-Traded Product) de cripto transacionado na bolsa alemã XETRA e que estará disponível na B3 com ticker BTCE11.

O BTCE11 se junta a outras alternativas de ETFs de cripto já disponíveis na B3, como o BITH11 (referenciado no Nasdaq Bitcoin Reference Price), ETHE11 (Nasdaq Ethereum Reference Price) e HASH11 (Nasdaq Crypto Index), os três da gestora Hashdex; e QBTC11 (CME CF Bitcoin Reference Rate) e QETH11 (CME CF Ether Reference Rate) administrados pela QR Asset.

Segundo informações da empresa, o BTCE11 é o primeiro produto de uma extensa linha que a ETC Group pretende trazer para o Brasil. A chegada da empresa no país ocorre em parceria com a gestora Kanastra, uma plataforma de Asset Management as a Service, com foco em gestão passiva de fundos estruturados como FIDCs, FIIs, FIPs e ETFs baseados em tecnologia, e será administrado pela Vórtx, fintech de infraestrutura para o mercado de capitais com mais de meio trilhão de ativos em sua plataforma.

Facilidade para investir

Investir em ETF de cripto é uma forma facilitada para o investidor de perfil tradicional, que não pretende ter uma carteira específica de criptomoedas para armazenar o ativo ou ter expertise em tecnologia Blockchain. O BTCetc do ETC Group já é negociado em bolsas europeias regulamentadas, como XETRA (Frankfurt), Euronext (Amsterdã) e SIX Swiss (Zurique).  

“Nossa chegada ao Brasil marca mais um passo de nosso processo de globalização, em um momento em que os investidores do país se mostram mais maduros e interessados em diversificar a carteira com produtos cripto. Estamos felizes em poder oferecer aos brasileiros mais uma opção de investimento em títulos baseados em criptomoedas de forma segura e ambiente regulamentado”, afirma Veronica Pimentel, Diretora de Distribuição do ETC Group para América Latina.

Segundo informações do ETC Group, na Europa a base de investidores no BTCetc é majoritariamente de institucionais. Dentre eles, alguns dos maiores bancos privados europeus e americanos, além de fundos de pensão.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.