Binance tira cartão do mercado com chegada do Binance Pay

Guilherme Nazar, da Binance no Brasil. Foto: Binance.

Depois de sete meses do lançamento do seu cartão pré-pago de bandeira no Brasil, a Binance anunciou que vai descontinuar o serviço no próximo dia 21 de setembro. O anúncio acontece um depois depois do lançamento do Binance Pay no país. Assim, quem quiser fazer compras usando criptomoedas na carteira da exchange, terá de usar o novo produto. O fim do cartão será em toda a América Latina e Oriente Médio.

O Brasil se tornou o quinto maior mercado no segmento de cartão da Binance, disse Guilherme Nazar, diretor-geral da exchange no país, em entrevista ao Blocknews em março passado. O executivo não abriu números. Ao anunciar a mudança na América Latina e Oriente Médio, a empresa afirmou que “menos de 1% dos usuários nos mercados em questão serão impactados por essa mudança.

De acordo com Nazar, cerca de 50% dos pagamentos dos usuários do cartão são em restaurantes, varejo em geral , café e mercados. O restante está em outras categorias como entretenimento e viagens. Tanto no mercado de cartões pré-pagos quanto no de aplicativo de pagamentos, a empresa tem concorrentes aqui.

Com a mudança, a empresa terá alguma base de clientes para buscar transferir do cartão que tem bandeira Mastercard para o seu serviço de pagamentos. Além de pagamentos, poderão recarregar crédito de telefone. Ao mesmo tempo, a exchange vai oferecer o Binance Pay para comerciantes e fornecedores, para que aceitem a opção. Os comerciantes residentes no Brasil podem optar por receber o pagamento em reais ou manter a criptomoeda na carteira.

Desde o lançamento em 2021, o Binance Pay atingiu 12 milhões de usuários ativos. O valor de pagamentos chegou a US$ 98 milhões, de acordo com a empresa. O sistema tem suporte para cerca de 70 criptomoedas, incluindo bitcoin, BNB, Ethereum e USDT. A exchange afirma que o produto não tem fronteiras e que os usuários não pagam taxas,

No Brasil, a Latam Gateway é a provedora de serviços de pagamento da Binance. O Binance Pay começa com parceiros como a Weo Games, loja de jogos como Free Fire (Garena), Valorant e League of Legends (Riot Games), e o construtor de sites WordPress, que oferece o plugin de comércio eletrônico WooCommerce. A Weo Games é a primeira plataforma de jogos na América Latina a aceitar pagamentos com criptomoedas.

Na Argentina, em março passado o Binance Pay fez parceria com a Decolar, de viagens, com a Credencial Payments e com a fintech de transferências internacionais Vita Wallet. Além disso, anunciou parcerias com a Decolar no México em maio e na Colômbia em julho.

“O pagamento é um dos casos de uso mais populares das criptomoedas, que tem visto um aumento contínuo na adoção. Esperamos que o Binance Pay seja especialmente relevante para empresas no Brasil, já que o país registra uma das maiores taxas de aumento na adoção de criptomoedas”, disse Guilherme Nazar, diretor-geral da Binance no Brasil.

De acordo com uma pesquisa da Deloitte, quase três quartos das empresas de consumo dos EUA planejam aceitar pagamentos com criptomoedas até o final de 2023, sendo que 87% concordam que isso lhes trará uma vantagem competitiva. Comerciantes afirmam que aceitar criptomoedas é uma forma de apoiar as preferências dos clientes, melhorar a experiência do usuário, atrair nova clientela – especialmente grupos mais jovens – e ajudá-los a se definirem como inovadores.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *