Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Bitz, do Bradesco, compra 4ward em semana agitada nas startups baseadas em blockchain

Bitz, do Bradesco, também comprou a fintech dindin. Foto: Pixabay.

A semana está realmente agitada no mundo das startups com soluções baseadas em blockchain. Desta vez, foi o Bitz, carteira digital do Bradesco, que anunciou a compra da fintech 4ward.

Os outros negócios anunciados nesta semana envolveram a compra da Bit Capital, a aquisição feita pela Intelipost e os investimentos nessa startup e na bolsa digital Gavea Marketplace.

A Bitz e a 4ward não revelaram o valor e os termos da compra.

Além da 4ward, que é uma Blockchain as a Service (BaaS), a Bitz anunciou, em outubro, a compra da fintech Din Din. O Bitz foi lançado em setembro passado, de olho em clientes como os desbancarizados e em quem as vantagens das contas digitais. Essas vantagens incluem custos menores.

Backoffice para financeiras

No lançamento da carteira digital, o CEO da empresa, Curt Zimmermann, afirmou que havia em caixa R$ 100 milhões para aquisições.

A 4ward é especializada em soluções backoffice para as financeiras. Dentre esses serviços estão conciliação de operações, análise de riscos, operação de cartões e tokenização.

De acordo com nota do Bitz, Zimmermann afirmou que “a 4ward acelera a aquisição de know-how e traz um time experiente, o que é crucial para o plano de expansão da carteira digital”.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>