19º Prêmio Banking Transformation está com inscrições abertas

Dos “bancões” à economia fintechzada e à criptoeconomia, o Prêmio Banking Transformation, uma das principais premiações sobre tecnologia e finanças do país, está com as inscrições de casos abertas para sua 19ª edição. O prêmio é realizado pela Cantarino Brasileiro e seu objetivo de mapear e destacar as iniciativas mais inovadoras do ecossistema financeiro permanece.

Mas, neste ganha mais uma missão, que é o de estimular os participantes a inserirem o tema ESG (políticas de Meio Ambiente, Sociais e de Governança) de forma transversal aos projetos. Para isso, dará um troféu especial a um dos vinte vencedores dessa edição, que terá o impacto ESG avaliado pelos jurados. Além disso, uma das novas categorias da premiação é específica sobre “Criptoeconomia e Blockchain”.

As inscrições vão forem prorrogadas para 20 de outubro e o regulamento pode ser acessado no site oficial da premiação. A cerimônia de entrega dos prêmios será realizada em São Paulo no próximo dia 4 de dezembro.

Prêmio especial para ESG

“A categoria ESG foi criada em 2021 em resposta a uma tendência mundial, não apenas no setor financeiro. Queríamos dar espaço para essas iniciativas, mas notamos que entre os tantos casos inscritos, o tema acabou não sendo prioridade na escolha das categorias. A nova proposta parte da premissa de que a agenda ESG é transversal a qualquer projeto nas empresas que se preocupam com ela. Por isso, criamos uma pergunta especial no formulário de inscrição que permitirá aos vencedores das demais categorias adicionar valor à sua iniciativa com esse prêmio especial”, explica Marcos Cantarino, CEO da Cantarino Brasileiro.

Podem participar da seletiva os bancos tradicionais e digitais e as empresas do ecossistema financeiro – o que inclui as de meios de pagamento, fintechs, financeiras, transportadores de valores, fundos de investimento, bolsas de valores, bureaux de crédito, cooperativas de crédito, corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários, seguradoras, empresas do mundo cripto e outras.

Entre os principais benefícios aos participantes, está a credibilidade e a visibilidade conferida aos projetos inscritos, além do networking promovido entre os participantes, patrocinadores, apoiadores e mais de 40 especialistas, influenciadores e investidores do ecossistema que compõem o corpo de jurados.

Novas categorias 

Como nas edições anteriores, cada caso inscrito no Prêmio Banking Transformation pode concorrer em até duas categorias e é aí que há mais novidades. Iguais para os dois pilares, as categorias desta edição permanecem em dez, porém apenas cinco são as mesmas do ano passado. Essas cinco são Atendimento ao Cliente, Canais Digitais, Eficiência Operacional, Inovação em Crédito e Open Finance.

As outras cinco novas categorias chegam para destacar temas, que ganharam força em 2023. “Na categoria Criptoeconomia e Blockchain, buscamos casos em que o uso eficiente da tecnologia esteja contribuindo para popularizar e democratizar os criptoativos. Já a categoria Embedded Finance engloba casos de sucesso em finanças incorporadas cross industry. Outra novidade é a categoria Inovação com IA. Estamos ansiosos por conhecer sua solução de inteligência artificial com aplicação no ecossistema financeiro, seja ela generativa ou não”, destaca Cantarino.

Outros dois temas que ganharam destaque foram Meios de Pagamento e Segurança e Privacidade. “São temas sempre presentes de forma transversal às demais trilhas e que vem se reinventando de maneira muito forte para suprir as necessidades do mercado. Queremos estimular ainda mais essa evolução”, salienta o CEO.

Premiações especiais e reconhecimentos

Além das dez categorias oficiais, com a ajuda do juri popular os cases inscritos concorrem às categorias “Melhor Banco do Ano” e “Melhor Empresa do Ecossistema Financeiro”. No ano passado, as premiações mais aguardadas da noite ficaram com o Next (pilar Bancos) e Bitso (pilar Empresas do Ecossistema). 

“É uma grande honra e um reconhecimento importantíssimo do nosso trabalho, mostrando a força do modelo de negócios digital na indústria financeira”, comentou na ocasião Curt Zimmermann, CEO do Next. 

Thales Freitas, CEO Bitso Brasil, destacou a importância do prêmio na estratégia de branding. “Foi o reconhecimento de todo o esforço que fizemos nos últimos meses para consolidar nossa marca e construir uma relação de confiança com os cidadãos e empresas brasileiras”.

Também com a ajuda do voto aberto, serão eleitas as personalidades financeiras. Além disso, o reconhecimento de Melhor Iniciativa em Educação Financeira, novidade do ano passado, permanece na grade. 

Um olhar para educação

“Graças a esse olhar, demos início neste ano à trilha Bancos & Educação e temos inserido o tema de forma transversal a todos os nossos produtos de uma forma ampla. Acreditamos na força do ecossistema para promover uma melhoria no ensino como um todo e não apenas na questão da educação financeira que, aliás, vemos como um dos desafios do ecossistema no sentido de superar a ‘boa vontade’ e passar a entregar métricas, efetivamente. É sobre isso que se trata esse espaço”, finaliza Cantarino.

Essa é a terceira edição do prêmio como “Banking Transformation”. O rebranding aconteceu em 2021, refletindo as transformações impulsionadas pela pandemia. Mas antes disso, por 16 anos, o reconhecimento levou o nome de “Prêmio Relatório Bancário”. 

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *