Pianista Anna Fedorova arrecada fundos com NFT para crianças ucranianas refugiadas 

Anna Fedorova, que está educando crianças ucranianas com música. Foto: Marco Borggreve.

A pianista ucraniana Anna Fedorova, solista reconhecida internacionalmente, criou uma ação com tokens não-fungíveis (NFTs) para ajudar crianças ucranianas com talento musical e que se refugiaram na Holanda. A necessidade de apoiar o desenvolvimento dessas crianças e fornecer não apenas educação básica, mas identificar habilidades especiais para ajudá-las a perceber seu talento, a levou a fundar a Davidsbündler Music Academy.

“Muitos desses jovens músicos foram forçados a sair de seu país com pouco ou nada. Até agora, ajudamos dezenas de refugiados a encontrar instrumentos musicais, bem como moradia e uma ajuda de custo, permitindo que continuem seus estudos e encontrem consolo na música. As histórias de como eles escaparam dos estragos da guerra faz com que alguns não consigam ouvir ou tocar música por semanas”, diz Anna.

De acordo com a pianista, as crianças chegam “atormentados por sentimentos de culpa por aqueles que ficaram para trás, desorientados por viver em um mundo que parece tão ‘normal'”. A Fundação Davidsbündler financia e patrocina músicos talentosos que tiveram que fugir da Ucrânia e encontraram segurança e abrigo na Holanda. Oferece um porto seguro, bem como apoio emocional e prático para ajudar a reconstruir vidas”, afirma Anna.

Coleção de NFTs “For Ukranian Talents”.

A pianista acrescenta que a fundação já apoiou um número significativo de jovens talentosos. “Mas, o alto custo do ensino torna impossível oferecer cursos de música a todos os que desejam ou precisam”, completa. Para aumentar o número de doações e arrecadar as quantias necessárias para ensinar esses jovens, Anna recorreu ao blockchain e aos NFTs. Em parceria com a empresa de tecnologia suíça Digital Content Marketplace (DCM), criou uma coleção para angariar os fundos necessários para custear a formação desses jovens na música.

“O custo anual de um aluno é de 8,5 mil euros. Sem sabermos quando o conflito atual com a Rússia chegará ao fim, estamos arrecadando fundos para fornecer a esses jovens músicos uma perspectiva de futuro. Todos vocês têm minha palavra pessoal de que nem um centavo será gasto em nada além de ajudar essas crianças muito dilaceradas, mas muito talentosas e corajosas. Comprando um NFT cada pessoa além de ajudar vai se beneficiar de fotos e gravações exclusivas dessas crianças, e também das minhas nesses NFTs”, diz Ana.

O site para comprar os NFTs é https://nft-sponsorship.dcm-swiss.com/events/for-ukrainian-talents

Anna Fedorova, pianista ucraniana.

Julia Zolotarenko, cofundadora da DCM Swiss e que também é ucraniana, afirma que a campanha é global. Para ela, a música clássica poderá dar uma oportunidade de futuro para as crianças.

Desde o início da guerra, a Ucrânia já recebeu cerca de 100 milhões de doações em criptos. Confirmando, desta maneira, que o envio de doações via blockchain está provando ser uma maneira segura de financiar campanhas de ajuda em todo o mundo.

Atualmente há cerca de cinco milhões de refugiados, sendo dois milhões de crianças, de acordo com a Agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). A integração dessas pessoas na nova sociedade e especialmente o acesso à educação para os jovens ucranianos nos países de acolhimento tem se tornado uma preocupação.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *