Maiores bancos e fundos do mundo terão solução DLT para investimentos alternativos

DLT é tecnologia que costuma também ser chamada de blockchain.

BlackRock, de longe a maior gestora de ativos do mundo, Carlyle, um dos maiores fundos de private equity do mundo e outras instituições financeiras de peso global “entraram no grupo”. Isso porque agora fazem parte de um consórcio que desenvolverá plataforma em tecnologia de registro distribuído (DLT) para investimentos alternativos. Essa solução, muitas vezes, é chamada de blockchain. E nessa categoria de investimentos também entram os criptoativos.

A iCapital, fintech provedora de tecnologia para investimentos alternativos a gestores de ativos e fortunas, quem anunciou o consórcio. Isso porque a fintech está liderando a iniciativa. O mercado espera muito a entrada da BlackRock no mundo dos criptoativos. Porém, em nenhum momento o grupo disse que a plataforma servirá para isso também.

Outros participants são os fundos globais de private equity Blackstone, KKR e o fundo de investimentos WestCap. Além disso, estão também no consórcio os bancos BNY Mellon e Morgan Stanley e UBS. E os gestores de ativos Apollo e State Street. A expectativa é a de instituições entrarem no consórcio.

O consórcio afirma que o objetivo é criar um registro seguro, com compartilhamento e auditável para cada investimentos alternativo. Assim, vai aumentar a eficiência da criação, gerenciamento e processos de saída dos investimentos. Portanto, eliminará a necessidade de cada parte coletar dados de uma trasação, fazer a reconciliação com seus registros e compartilhar a nova versão de informações com as outras partes. Com DLT, isso tudo pode acontecer de forma imediata para todos.

DLT traz eficiência a investimentos

“Vemos o potencial que DLT tem para aumentar de forma significativa a eficiência e a segurança dos ativos alternativos”, disse Jerry Pascucci, líder global de soluções alternativas de investimentos do UBS Global Wealth Management. Dessa forma, segundo ele, transformará os serviços que o banco oferece a seus clientes.

De acordo com Todd Myers, diretor geral sênior e COO de soluções para gestão de fortunas da Blackstone, DLT otimiza a experiência com esses investimentos. “O valor da DLT é que a tecnologia cria uma única e “dourada” fonte de informação, eliminando reconciliações”, disse Tom Fortin, CIO da iCapital.

A fundação da iCapital foi em 2013 em Nova York. Os serviços da fintech atingem cerca de US$ 112 bilhões (cerca de R$ 560 bilhões) em ativos globais de clientes. Mas, em torno de 20% são de investidores internacionais em mais de 940 fundos. A startup esteve na lista Forbes FinTech50 em 2018, 2019, 2020 e 2021. Além disso, tem escritórios em Zurique, Londres, Lisboa, Londres, Hong Kong, Singapura e Toronto.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *