Google trabalha em plataforma de código aberto para financiamento climático

Google quer reunir 100 fintechs em projeto de mudança climática.

O Google está trabalhando num projeto de carbono zero – o Project Point Carbon Zero Strategy – que envolve a construção de um ecossistema usando a primeira plataforma de tecnologia de financiamento climático de código aberto do mundo. Seu objetivo é alavancar o poder de financiamento internacional e apoiar políticas de programas de governos para mitigação das mudanças climáticas.

Para isso, o Google planeja reunir 100 fintechs verdes para ajudar 1 mil instituições financeiras no desenvolvimento de fluxos de receita verde robustos. Ao mesmo tempo, planeja capacitar 10 mil multinacionais e empresas de pequeno e médio porte para definirem, rastrearem e alcançarem sua sustentabilidade nos pilares Token de Crédito de Carbono (C2T), Plataforma do Ecossistema de Financiamento Climático e Hub de Impacto ESG (sigla para políticas de meio ambiente, social e governança);

Foi o que o Google apresentou numa visita à sua sede em Zurique como parte do Point Zero Forum, evento que aconteceu na semana passada na cidade suíça. O evento discutiu tokenização e finanças sustentáveis e reuniu investidores, influenciadores e representantes de governos. Entre os participantes estavam o fundador e CEO da Binance, Changpeng Zhao, o CZ, o CEO da Crypto.com, Kris Marszalek, o co-fundador do The Sandbox, Sebastien Borget, e o diretor geral do Banco de Compensações Internacionais (BIS), Agustín Carstens.

O programa incluiu também visitas ao Centro de Computação Quântica de Zurique e ao UZH Blockchain Center (BCC), na Universidade de Zurique.

*João Carvalho é mentor da @ideeoficial, que participou do fórum representando instituições como o Blocknews, a ProJack, a Mentors Energy, o iColab e a Interchains para relacionamento com participantes do evento.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *