BRLA Digital atinge US$ 10 milhões em pagamentos processados

A BRLA Digital, fintech brasileira que atua com pagamentos internacionais e infraestrutura cripto, alcançou a marca de mais de US$ 10 milhões no volume total de pagamentos processados (TPV), cerca de R$ 52 milhões. A startup começou a operar em 2021 com a gestora Ada Capital. A infraestrutura ficou pronta em maio de 2022 e, passado o inverno cripto, se reinventou e agora foca em infraestrutura financeira e de pagamentos internacionais regulados.

Para realizar as operações, a BRLA desenvolveu uma stablecoin vinculada ao real, a BRLA. A oferta de $BRLA é de 1,5 milhão de tokens, que muda conforme o uso e queima deles. O lastro é em título público Tesouro Selic custodiado em banco, portanto, conservador, disse ao Blocknews o cofundador e cofundador e CSO, Leandro Noel, em entrevista recente. Em novembro passado, a cripto passou pela auditoria da UHY Bendoraytes.

A questão dos pagamentos transfronteiriços e das stablecoins estavam nas perguntas da consulta pública que o Banco Central fez para regulamentação das empresas provedoras de serviços ligados a criptoativos, as Vasps.

A BRLA é uma das startups do programa de mentoria do Pinheiro Neto Advogados.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *