Agência de comunicação registra logo em NFT

Luiz Lamin e Mauricio Storelli, sócios-diretores da Virei Notícia. Crédito: Taba Benedicto.

Em ação inédita no mercado de comunicação e agências de assessoria de imprensa no Brasil, a Origgio, marca pertencente à InspireIP, empresa pioneira em registro de direitos autorais através da tecnologia blockchain, registrou a logomarca da agência Virei Notícia em token não-fungível (NFT). O uso desses tokens no mundo dos negócios é visto como uma das grandes possibilidades no mercado. O NFT de uma marca por exemplo, poderá se tornar garantia de um contrato de crédito tomado pela empresa, preveem executivos do segmento de criptos e de bancos.

Especializada no atendimento de clientes inseridos no segmento de tecnologia, a agência, que oferece atendimentos como os de assessoria de imprensa, produção de vídeos e podcast e de conteúdos on e offline, aderiu à tecnologia pensando no futuro do metaverso e Web 3.0. Além disso, quer gerar visibilidade aos produtos, serviços e propósitos dos clientes de uma forma criativa e diferente do tradicional.

“Registrar a nossa marca em NFT só reforça o quanto acreditamos na área de atuação da maioria dos nossos clientes. Investir nesse registro na blockchain é parte de um processo natural pelo qual algumas empresas vão passar e nós já nos antecipamos de olho na web3.0”, explica Luiz Lamim, sócio-diretor da Virei Notícia.

Uma pesquisa da consultoria Statista aponta o Brasil como o segundo maior mercado de Tokens não-fungíveis (NFTs) do mundo. Com 5 milhões de proprietários de NFTs, o país só está atrás da Tailândia, que tem 5,6 milhões. A lista segue com Estados Unidos, China, Canadá e Alemanha. Um outro levantamento, da Chainalysis, apontou que o mercado de NFTs movimentou mais de US$ 30 bilhões (R$ 144 bilhões) em 2022. O número já está próximo dos US$ 40 bilhões (R$ 192 bilhões) em 2021.

A Origgio é a mesma startup que fez parceria com o SBT para a realização de uma exposição de NFTs com leilão de 280 itens icônicos dos 41 anos da emissora, no dia 19 de agosto.É muito importante uma agência de comunicação acreditar não só no nosso produto, mas na web 3.0. Temos tecnologia e know how para fazer isso com outras agências, seus projetos e clientes. Registrar uma logo em NFT vai além da propriedade intelectual, é ter poder sobre a marca na nova internet”, explica Caroline Nunes, fundadora da Origgio, primeiro e maior marketplace sustentável de NFTs e criptoativos da América Latina.

De acordo com Mauricio Storelli, sócio-diretor da Virei Notícia, “o metaverso está atraindo grandes empresas interessadas em explorar esse ambiente online. E qualquer empreendedor pode ter sua marca de produto ou serviço exposta para o mundo todo, ampliando seus resultados. Esse é o nosso objetivo com os clientes e parceiros da agência”, diz.

O portfólio da Virei Notícia aparecem clientes como Osten Moove, aceleradora venture builder, o banco digital PurpleCats, a Starten Global, incubadora de projetos cripto e desenvolvimento de tecnologias em blockchain com licença DMCC (Dubai Multi Commodities Centre); a First Phoenix Studio, especializada em games “play-and-earn”, a Sp4ce Games, também de games play-to-earn do paísa e a TuneTraders, que faz lastro de royalties de músicas em tokens para financiar obras musicais. Além disso, atende o Roldão Atacadista.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *