Advogados abrem processo contra corretora Robinhood, alegando fraude

Foto: Tingey Injury Law Firm, Unsplash.

O escritório de advocacia norte-americano Robbins Geller Rudman & Dowd LLP, especializado em defender investidores que sofreram fraudes cometidas por empresas, está preparando uma ação contra a corretora Robinhood. Os advogados alegam que a empresa, que negocia criptomoedas e nasceu dizendo que democratizaria os investimentos, enganou investidores na apresentação para sua oferta de ações (IPO), em julho passado. A ação começou no último dia 17.

De acordo com o Robbins Geller, os documentos que a Robinhood apresentou eram “incorretos, enganosos e/ou incompletos”. Isso porque não mostraram que, no momento do IPO, o crescimento de receita da empresa estava sofrendo um grande reverso. “As receitas com base em transações de criptomoedas eram apenas uma injeção de curto prazo, transitória”. Assim, encobriram que a havia um “crescimento em estagnação”. Essas receitas com criptos eram a maior parte do que entrava na corretora.

Além disso, os “investimentos significativos” que a empresa disse que aconteceram para melhorar a segurança e escala de sua plataforma eram “claramente inadequadas e/ou deficientes”. Dessa forma, expôs a empresa a interrupçõs que pioraram os serviços e a brechas de segurança. Em especial num momento em que a empresa escalou seus serviços para uma base maior. Em novembro, a Robinhood divulgou que sofreu um ataque cibernético e que os hackers pegaram dados de cerca de 5 milhões de usuários.

Robinhood se define corretora que enfrenta Wall Street

No IPO, a Robinhood vendeu cada ação a US$ 38 (cerca de R$ 209). Houve distribuição de ações inclusive para clientes, já que a empresa começou a operar querendo enfrentar Wall Street e democratizar investimentos. Porém, houve questionamentos na ocasião por conta de governança, já que não houve, por exemplo, a regra básica do ponto de vista dos investidores, que é o de uma ação, um voto. Ainda assim, captou US$ 2 bilhões.

Depois de bater recorde em agosto, superando US$ 80, o preço da ação vêm caindo e hoje (31) estava na faixa de US$ 18,18 na Nasdaq. Portanto, queda de cerca de 50% sobre o preço o IPO.

Em outubro passado, a corretora Robinhood divulgou seu balança do terceiro trimestre com uma receita de US$ 365 milhões, US$ 73 million do que o previsto. Houve redução do número mensal de usuários, ativos sob custódia, contas com fundos e média de receita por usuário. Os resultados mostraram também que a receita com transações de criptomoedas, foi de apenas U$ 51 milhões, muito abaixo dos U$ 233 milhões do segundo trimestre. Aí as ações já caíram mais de 10%.

O escritório está chamando as pessoas que queiram ser requerente principal. Em geral, é quem tem o maior interesse financeiro na causa e que atua em nome dos outros investidores. Os investidores têm até 15 de fevereiro de 2022 para serem indicados como requerente principal na ação Golubowski v. Robinhood Markets, Inc..

Compartilhe agora

3 comentários em “Advogados abrem processo contra corretora Robinhood, alegando fraude”

  1. Pingback: Lawyers file lawsuit against Robinhood brokerage, alleging fraud | EmergingCrypto.io

  2. PRECISO DE AYUDA, CASO POSSA ME AYUDAR.. FUI ROUBADO DESAPARECEU MINHAS MOEDAS VALOR EXPRESSIVO DA EXCHENGE NOVADAX.. VC Q É ESPECIALISTA O Q DEVO FAZEER..? QUEM RECORRER, GRATO, AGUARDO RESPOSTA

    1. Olá, Rafael, tudo bem? Neste caso, vc deve recorrer diretamente à Novadax. Eles certamente têm um canal de atendimento para ajudá-lo a entender o que aconteceu. Abs!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *